Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/3263
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_RosilenedaSilvaMoura.pdf626,41 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A percepção dos professores e a compreensão vigente sobre o TDAH e a relação com a prática docente
Autor(es): Moura, Rosilene da Silva
Orientador(es): Raposo, Patrícia Neves
Assunto: Distúrbio da falta de atenção com hiperatividade
Prática de ensino
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 11-Abr-2012
Referência: MOURA, Rosilene da Silva. A percepção dos professores e a compreensão vigente sobre o TDAH e a relação com a prática docente. 2011. 73 f. Monografia (Licenciatura em Pedagogia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: A pesquisa em questão tem como objetivo compreender a percepção de professores quanto ao transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), mediante a observação e análise do comportamento e discurso dos professores em sala de aula e identificação dos aspectos favoráveis e desfavoráveis do espaço escolar que interferem no processo de ensino e aprendizagem. Nessa perspectiva, descrevemos os aspectos históricos sobre as necessidades educacionais especiais, o percurso histórico do TDAH, a formação de professores e o trabalho pedagógico com o TDAH e a perspectiva para a prática pedagógica em alunos com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. Vários teóricos subsidiaram a construção dessa pesquisa, como Barkley (2008), Silva (2003), Mattos (2005), González (2007), dentre outros relevantes para os estudos do tema TDAH. Destaque, também, para a vivência da pesquisadora, tanto na universidade quanto em sala de aula, vivência construída ao longo da formação no curso de Pedagogia. O método adotado foi o qualitativo e para construção das informações utilizamos como instrumentos indutores a observação e a entrevista semi-estruturada. Foram desenvolvidas observações em 3 salas de aula, cada sala tinha 40 alunos com uma professora regente e 1 aluno diagnosticado com TDAH por um médico especializado. A entrevista foi aplicada com 3 professoras da rede particular de ensino. Diante da análise das informações, observou-se que os professores dessa instituição sabem sobre a existência do transtorno e as características que mais descrevem essas crianças, porém ainda não sabem diferenciar o comportamento hiperativo e/ou desatento dessas crianças de outros hábitos e condutas excessivas em crianças sem o diagnóstico de TDAH. Evidenciamos fatores que favorecem e outros que desfavorecem a prática pedagógica junto aos alunos com TDAH. Nessa pesquisa, também são discutidas questões relacionadas à prática pedagógica, uma vez que essas crianças acabam sendo prejudicadas no processo de ensino e aprendizagem, por serem apontadas como incapazes para aprender, seguir o ritmo da turma, sendo rotuladas de forma negativa e ocasionando nelas sentimentos de culpa, inferioridade, baixa auto-estima, desinteresse pelos estudos e ansiedade. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The research in question aims to understand the perception of teachers about the attention deficit hyperactivity disorder (ADHD), by observing and analyzing the teacher's behavior and speech in the classroom and identification of favorable and unfavorable aspects of the school that interfere in teaching and learning. From this perspective, we describe the historical aspects of special educational needs, the historical course of ADHD, teacher training and educational work with the ADHD and the outlook for the teaching practice with students with attention deficit hyperactivity disorder. Many theorists have supported the construction of this research, as Barkley (2008), Silva (2003), Mattos (2005), González (2007), among to other relevan studies in ADHD. Emphasis also to the experience of the researcher, both at university and classroom experience built up over the Pedagogy course. The method adopted was the qualitative and for the construction of the information used as instruments for promoting observation and semi-structured interview. Observations have been developed in three classrooms, each class had 40 students with one teacher and one student diagnosed with ADHD by a doctor. The interview was applied with three teachers from private schools. Before analyzing the information, it was observed that the teachers of this institution knew about the existence of the disorder and describes the characteristics of most of these children, but still do not differentiate between hyperactive behavior and/or disattention of the children from other habits and excessive behaviors in children without a diagnosis of ADHD. We show facts that favor and disfavor others pedagogical practice with students with ADHD. In this research, are also discussed issues related to pedagogical practice, since these children end up being harmed in the process of teaching and learning, being identified as unable to learn, follow the rhythm of the class being labeled negatively and causing them feelings of guilt, inferiority, low self-esteem, anxiety and dislike for school.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2011.
Aparece na Coleção:Pedagogia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons