Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/8105
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_LuanPhilipeMoreiraNunes.pdf854,45 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Qualidade do preenchimento da declaração de óbito e descrição da mortalidade materna no Distrito Federal
Autor(es): Nunes, Luan Philipe Moreira
Orientador(es): Escalda, Patrícia Maria Fonseca
Assunto: Mães - mortalidade
Registro civil
Data de apresentação: 11-Jul-2014
Data de publicação: 11-Ago-2014
Referência: NUNES, Luan Philipe Moreira. Qualidade do preenchimento da declaração de óbito e descrição da mortalidade materna no Distrito Federal. 2014. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A mortalidade materna (MM) tem relação com a organização dos serviços oferecidos e das condições de vida da mulher, por isso, é considerada um indicador importante, pois reflete as condições socioeconômicas do país e a qualidade de vida de sua população, assim como das políticas públicas que promovem as ações de saúde coletiva. Segundo MORSE (2011) 99% dos óbitos maternos mundiais ocorrem nos países em desenvolvimento e 92% são considerados casos evitáveis (BRASIL, 2009b). O real conhecimento da magnitude da mortalidade materna é considerado um desafio para a redução da MM. O problema pode ter explicação na falta de inserção dos óbitos no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e pelo mau preenchimento da Declaração de Óbito (DO) que alimenta o SIM. O objetivo do trabalho foi analisar a qualidade do preenchimento da Declaração de Óbito de mortalidade materna disponibilizadas no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, no Distrito Federal (DF). O estudo foi do tipo descritivo nos anos entre 2007 a 2011. Os óbitos maternos do DF, considerando sua maioria, possuem o seguinte perfil: acometem mulheres entre a faixa etária de 20 a 29 anos (48/ 45,28%), solteiras (71/ 66,98%), de cor/raça branca (51/48,11%) e escolaridade de 8 a 11 anos de estudo (35/33,01%). O óbito ocorre em estabelecimento hospitalar (99/ 93,39%), durante o puerpério até 42 dias do parto (56/ 52,83%). Tem maior prevalência o tipo de causa obstétrica direta (55/ 51,88%), e a causa básica de morte por grupo da CID-10 é por outras afecções obstétricas não classificadas em outra parte (49/ 46,23%). Os óbitos maternos investigados do DF com ficha síntese informada são (47/ 44,33%) e óbitos não investigados são (22/ 20,75%). O DF apresenta pouco percentual de informações ignoradas, sendo escolaridade a variável mais negligenciada com 5,66%. O DF investigou nos anos analisados 79,23% dos óbitos maternos. Esse resultado reflete bom preenchimento das Declarações de Óbitos e qualidade das informações disponíveis pelo SIM. A vigilância dos óbitos é importante para a redução da MM, porém é preciso readequar os serviços oferecidos no SUS para que evite novos casos. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
The maternal mortality is related with the organization of the services offered and the woman’s quality of life, so, it’s considered an important indicator, as reflects the socioeconomic conditions of the country and the quality of life of its population as well as the public politics that promotes public health actions. 99% of maternal deaths worldwide happen in developing countries (MORSE, 2011) and 92% are considered to be avoided (BRASIL, 2009b). The real knowledge of maternal mortality magnitude is considered a challenge to reduce them. This problem might be explained by the lack of insertion of these deaths in the Information System of Mortality. This work aims to analyze the quality of the death’s certificate fill of maternal mortality that are available in the Information System of Mortality of Health’s Ministry, Distrito Federal (DF). The study was descriptive in the years between 2007 and 2011. The maternal deaths in DF, considering most, have the following profile: affect women aged 20 to 29 years, (48/ 45,28%), single (71/ 66,98%), color/race white (51/ 48,11%) and education of 8 to 11 years of schooling (35/ 33,01%). The death occurs in hospital (99/ 93,39%), during the postpartum period up to 42 days of delivery (56/ 52,83%). Is most prevalent type of direct obstetric causes (55/ 51.88%), and the underlying cause of death by ICD-10 group is for other obstetric conditions not elsewhere classified (49/ 46.23%). Maternal deaths investigated the Distrito Federal with informed record synthesis are (47/ 44.33%) and deaths not investigated are (22/ 20.75%). DF has little percentage of unknown information, being education the most neglected variable, with 5.66%. DF investigated in the analyzed years 79.23% of maternal deaths. This result reflects good filling of death certificates and quality of information available in the Information System of Mortality. The surveillance of deaths is important to discuss the reduction of maternal mortality, but we must readjust the services offered to avoid new cases.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Saúde Coletiva, 2014.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons