Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/7810
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_MatheusSilveiraFurtado.pdf1,03 MBAdobe PDFver/abrir
Título: A heráldica do poder : símbolos e significados no escudo de D. Afonso Henriques
Autor(es): Furtado, Matheus Silveira
Orientador(es): Ribeiro, Maria Eurydice de Barros
Assunto: Portugal - história Até 1385
Afonso I Rei de Portugal, 1109?-1185
Simbolismo
Identidade cultural
Data de apresentação: 24-Jun-2014
Data de publicação: 14-Jul-2014
Referência: FURTADO, Matheus Silveira. A heráldica do poder: símbolos e significados no escudo de D. Afonso Henriques. 2014. 42 f., il. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A heráldica criada para o primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques é, ao mesmo tempo, a marca de sua linha dinástica e do reino e nação que se consolidaram mais tarde. As representações das imagens impressas em seu escudo eram não apenas uma narrativa da batalha e mito de Ourique, mas são também instrumentos para o entendimento da mentalidade daqueles que decidiram se associar a ele. A ligação simbólica entre Afonso Henriques e as dinastias posteriores a ele permanece no uso de sua imagem. Ele foi o pai da independência, o líder nato dos cavaleiros que o acompanhavam e o modelo de guerreiro cruzado em toda a península ibérica medieval. E os símbolos escolhidos para traduzir essa ideia foram seus escudetes, que sobreviveram ao tempo. Eles ainda estão impressos sobre a bandeira de Portugal, remetendo ao primeiro rei e um dos primeiros sentimentos de identidade na Europa. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The heraldry created for Portugal’s first king, Afonso Henriques, is, at the same time, the marc of his dynastic line and of the kingdom and nation that took place later on. The representations of the images printed on the shield were not only a narrative of the Ourique battle and myth, but also are instruments for understanding the mentality of those who decided to associate with him. The symbolic link between Afonso Henriques and the dynasties after him rest in the use of his image. He was the father of the independence, the nature born leader of the knights around him, and the model for the crusade warrior, through all the medieval Iberian peninsula. And the symbols chosen to translate that idea were his escutcheons, that survived the time. They are still represented in Portugal’s national flag, remembering the first king and one of the first ever growing sentiments of identity in Europe.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, 2014.
Aparece na Coleção:História



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons