Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/771
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_Christopher Aviz.pdf678,01 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Demandas de educação financeira pessoal no ensino médio público e privado do Distrito Federal
Autor(es): Aviz, Christopher
Orientador(es): Carvalho, José Márcio
Assunto: Educação financeira
Finanças pessoais
Data de apresentação: 22-Jun-2009
Data de publicação: 26-Nov-2009
Referência: AVIZ, Christopher. Demandas de educação financeira pessoal no ensino médio público e privado do Distrito Federal. 2009. 61 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Complexas mudanças na estrutura econômico-social alteraram a forma como o indivíduo se relaciona com o dinheiro. A fim de que neste contexto seja possível manter uma vida financeira saudável, contribuindo para o bem estar da sociedade, a educação financeira pessoal se posiciona como o conjunto de conhecimentos que auxilia as pessoas a gerenciar melhor o seu dinheiro. Tais informações não são difundidas durante a formação básica do cidadão brasileiro. Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de investigar e comparar percepções sobre a relevância da educação financeira pessoal em escolas públicas e privadas do Distrito Federal. O tema é incipiente em no Brasil quando se comparado com países desenvolvidos, como Estados Unidos e Inglaterra. Devido a esta realidade, buscou-se fazer uma pesquisa exploratória, envolvendo professores e coordenadores, e descritiva, ao tratar percepções de estudantes. Foram coletadas informações por meio da aplicação de questionários para os estudantes da terceira série do Ensino Médio e da realização de entrevistas com professores e coordenadores de escolas do mesmo nível de ensino. Obteve-se como resultado a atribuição de grande relevância ao ensino da educação financeira pessoal, tanto por parte dos estudantes como dos coordenadores e professores. Grande parte dos alunos nunca teve uma aula sobre o tema e, mesmo assim, considera que a escola seria o ambiente adequado para o ensino de finanças pessoais. Os resultados descrevem primeiramente o perfil dos estudantes. Em seguida, são descritos os conteúdos, em ordem de importância segundo a percepção dos alunos e também os conteúdos que os alunos afirmam já possuir conhecimento suficiente para tomar decisões. Compara-se a estes dados a forma como os alunos afirmam se comportar quando tomam decisões que envolvem dinheiro e também as percepções de coordenadores e professores sobre o tema.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.