Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/25349
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_DarianeMoreiraResende_tcc.pdf1,51 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Um “museu” inexplorado? : a imaginação museal de pessoas com deficiência intelectual e múltipla no p Programa de Qualificação Profissional em Conservação de Bens Culturais da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal (APAE-DF) e Universidade de Brasília (UnB)
Autor(es): Resende, Dariane Moreira
Orientador(es): Britto, Clovis Carvalho
Assunto: Deficientes
Museus - acessibilidade
Data de apresentação: 12-Dez-2019
Data de publicação: 17-Ago-2020
Referência: RESENDE, Dariane Moreira. Um “museu” inexplorado?: a imaginação museal de pessoas com deficiência intelectual e múltipla no Programa de Qualificação Profissional em Conservação de Bens Culturais da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal (APAE-DF) e Universidade de Brasília (UnB). 2019. 67 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Museologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: Este trabalho analisa a percepção que deficientes intelectuais e múltiplos possuem da instituição museu, mais especificamente, a imaginação museal dos alunos do Programa de qualificação profissional em conservação de bens culturais proveniente do convênio Universidade de Brasília (UnB) e Associação de Pais e Amigos Excepcionais do Distrito Federal (APAE-DF) justificado pela escassa produção científica museal acerca deste tema vinculado a este público. A análise utiliza de instrumentos como o levantamento bibliográfico e principalmente da análise das ações museológicas desenvolvidas pelo projeto: conservação de bens culturais e a exposição “Mãos que cuidam: enlaces entre pessoas e acervos”. A pesquisa revelou uma imaginação museal arraigada na representatividade, na afirmação da diferença. Essa constatação por sua vez leva à conclusões como a aproximação desta com as demais imaginações museais marcadas pela diferença apresentando uma forma específica de apropriação dos museus e dos processos museológicos por meio de processos colaborativos.
Abstract: This paper analyzes the perception that intellectual and multiple disabled people have of the museum institution, more specifically, the museal imagination of the students of the Professional Qualification Program in conservation of cultural goods from the University of Brasilia (UnB) and Association of Exceptional Parents and Friends Association. Distrito Federal (APAE-DF) justified by the scarce scientific production of museums on this subject linked to this public. The analysis uses instruments such as the bibliographic survey and mainly the analysis of the museological actions developed by the project: conservation of cultural goods and the exhibition “Hands that take care: links between people and collections”. The research revealed a museal imagination rooted in representativeness, in the affirmation of difference. This in turn leads to conclusions such as the approach of this with the other museal imaginations marked by the difference presenting a specific form of appropriation of museums and museological processes through collaborative processes.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Museologia



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.