Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/2268
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_MarisaSoaresAndrade.pdf365,21 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Crenças e anseios de um educador no processo inclusivo de alunos com paralisia cerebral
Autor(es): Andrade, Marisa Soares
Orientador(es): Orrú, Sílvia Ester
Assunto: Paralisia cerebral nas crianças
Educação inclusiva
Ensino - legislação
Estudantes deficientes
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 5-Jan-2012
Referência: ANDRADE, Marisa Soares. Crenças e anseios de um educador no processo inclusivo de alunos com paralisia cerebral. 2011. 54 f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2011.
Resumo: A educação inclusiva tornou-se a mais recente maneira de se discutir educação como direito de todos diante os documentos, declarações e proposições legais que se refiram a essa questão. Discute-se também a inclusão escolar desses alunos com necessidade educacional especial (NEE) no que diz respeito ao ensino regular. Diante os fatos, a presente pesquisa objetivou conhecer as crenças e os anseios dos educadores frente ao trabalho de inclusão de alunos com paralisia cerebral na rede de ensino regular no município de Timóteo-MG. Desenvolveu-se, inicialmente expondo relatos em linhas que margeiam as questões referentes às crianças com necessidades educacionais especiais provenientes da paralisia cerebral, seguindo com descrições legislativas sobre o assunto. O trabalho relata o histórico do contexto da inclusão escolar, embasando na teoria de Vigotski. Para o desenvolvimento metodológico, baseou-se em um estudo qualitativo, no qual foi possível fazer um levantamento dos anseios e concepções dos professores que se encontram inseridos nesse contexto educacional. Para que a pesquisa se concretizasse, lançou-se mão de um questionário contemplando 15 (quinze) questões as quais abrangeu informações pessoais, bem como relativas à prática educativa. Diante os resultados obtidos proporcionados pela compilação dos dados do questionário, percebeu-se que os professores anseiam e criam expectativas referentes às diversidades e peculiaridades dos alunos especiais, fato esse que se afirma diante literaturas diversas. Dessa forma, concluiu-se sobre a necessidade do constante aprimoramento teórico/técnico por parte dos educadores, bem como a adequação da realidade escolar para a inclusão dessa clientela. Não bastando apenas matricular esses alunos no ensino regular sem oferecê-los educação de qualidade, visto que os profissionais que estarão frente a essa proposta ainda se encontram despreparados para tal prática pedagógica.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2011. Curso de Especialização a Distância em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons