Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/22594
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RaphaelaMoraisDeAndradeSantos_tcc.pdf486,59 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Filosofia como instrumento da educação libertária nos presídios do Distrito Federal
Autor(es): Santos, Raphaela Morais de Andrade
Orientador(es): Nascimento, Wanderson Flor do
Assunto: Filosofia e ensino
Reabilitação de criminosos
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 14-Out-2019
Referência: SANTOS, Raphaela Morais de Andrade. Filosofia como instrumento da educação libertária nos presídios do Distrito Federal. 2018. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Este presente trabalho propõe uma reinserção do preso na sociedade à luz da educação no sistema prisional do Distrito Federal. A partir de uma perspectiva histórica, percebe-se que a privação de liberdade, por si só, não favorecia a ressocialização. A educação constitui um influente mecanismo disciplinador e ele deve ser alcançado por populações ditas excluídas, pois são direitos indispensáveis ao ser humano. O tema é tratado sob uma perspectiva jurídico-democrática do direito à educação e filosófica a medida que a fundamentação das dificuldades na ressocialização dos presos passasse por definições acadêmicas em conceitos éticos e de virtudes em reflexo com pensar do cidadão. Ainda que preso, o único direito restrito é a liberdade, e a inclusão da educação é prevista nos direitos humanos, enquanto direito da pessoa humana e sua importância. Partindo de ideais defendidos por bell hooks e Paulo Freire onde enfatizam a sala de aula como ambiente de possibilidades e dentro desse contexto trabalhar para a autonomia, levaria a educação como uma prática para a liberdade. Tratar o assunto, fundamentado sobre a necessidade de um melhor acompanhamento do Estado no que tange a educação e reinserção dos presos, saindo do contexto que a sociedade conhece e apoia, mantendo-os em cárcere como forma punitiva não excludente, mas ascender uma forma educativa de se pensar o ser e o seu meio. A filosofia propõe uma construção na personalidade tratando a educação e seus entendimentos culturais, morais e sociais na busca de resgatar a educação, a ética e a moral daqueles que transgrediram mas que ainda sonham com o retorno da vida em harmonização com a sociedade, usando-a como instrumento da educação libertária nos presídios do Distrito Federal.
Abstract: This paper proposes a reintegration of the prisoner into society in the light of education in the prison system of the Federal District. From a historical perspective, it is perceived that deprivation of liberty alone did not favor resocialization. Education is an influential disciplining mechanism and must be achieved by excluded populations, since they are indispensable rights for the human being. The subject is treated from a juridical-democratic perspective of the right to education and philosophical as the foundation of the difficulties in the resocialization of the prisoners went through academic definitions in ethical concepts and of virtues in reflex with the citizen's thinking. Although imprisoned, the only restricted right is freedom, and the inclusion of education is provided for in human rights as a hum right and its importance. Starting from the ideals advocated by bell hooks and Paulo Freire, where they emphasize the classroom as an environment of possibilities and within that context to work for autonomy, it would lead to education as a practice for freedom. To address the issue, based on the need for a better follow-up of the State regarding the education and reintegration of prisoners, leaving the context that society knows and supports, keeping them in jail as a non-exclusionary punishment, but ascending an educational form of thinking about being and its environment. Philosophy proposes a construction in the personality dealing with education and cultural knowledge, moral and social understandings in the search of rescuing the education, ethics and morals of those who have transgressed but who still dream of the return of life in harmony with society, as an instrument of libertarian education in the prisons of the Federal District.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Filosofia, 2018.
Aparece na Coleção:Filosofia - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons