Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/22453
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_IsabelaDeLimaFelinto 593,46 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O uso do Role Playing Game (RPG) como recurso inclusivo no ensino de Química para alunos com deficiência visual
Autor(es): Felinto, Isabela de Lima
Orientador(es): Cavalcanti, Eduardo Luiz Dias
Assunto: Química - estudo e ensino
Atividades lúdicas
Data de apresentação: 2019
Data de publicação: 26-Set-2019
Referência: FELINTO, Isabela de Lima. O uso do Role Playing Game (RPG) como recurso inclusivo no ensino de Química para alunos com deficiência visual. 2019. 70 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: Devido à necessidade da promoção de um ensino de química inclusivo e do aperfeiçoamento das ferramentas didáticas para atender alunos com necessidades educacionais especiais, foi preciso uma busca por recursos que favoreçam uma educação inclusiva de qualidade. Portanto, surgiu a ideia da construção um jogo que viabilizasse uma aprendizagem acessível aos alunos com deficiências, principalmente os estudantes com deficiências visuais. Dessa forma, foi escolhido o Role Playing Game- RPG como norteador para a formulação da atividade lúdica pensada. No RPG os participantes interpretam personagens com objetivos pontuais. Os jogadores devem buscar soluções para os desafios apresentados em uma crônica, narrada por um mestre. Geralmente, esse tipo de jogo é colaborativo e depende da interação entre os membros do grupo para alcançar o objetivo proposto pela história. Por se tratar de um jogo narrado, essa ferramenta oportuniza a inclusão dos alunos com deficiência visuais por não carecer de materiais físicos, apenas da construção de imagens metais para a participação da aventura. Por consequência, o RPG foi escolhido por incentivar a interação entre os alunos na sala de aula.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2019.
Aparece na Coleção:Química



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons