Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/20442
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_NielsonTorresCosta_tcc.pdf17,12 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Liberalismo igualitário e a crítica multiculturalista : um debate sobre a possibilidade de superação do mito da democracia racial
Autor(es): Costa, Nielson Torres
Orientador(es): Machado, Carlos Augusto Mello
Assunto: Discriminação racial
Multiculturalismo
Democracia racial
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 30-Jul-2018
Referência: COSTA, Nielson Torres. Liberalismo igualitário e a crítica multiculturalista: um debate sobre a possibilidade de superação do mito da democracia racial. 2017. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Este trabalho tem a pretensão de fazer um debate acerca da desigualdade racial no Brasil lançando mão de duas críticas, quais sejam: o liberalismo-igualitário e o multiculturalismo. A desigualdade racial fora construída ao longo da história republicana sob o manto de uma moral universalista e atomista. A mestiçagem e a "democracia racial" foram mobilizadas como elementos que confeririam uma identidade de grupo, logo suspendiam as diferenças e singularidades de suas partes constitutivas, funcionando como uma espécie de objetivação/invisibilização das representações sociais, políticas e culturais do negro. O que se buscará aqui é compreender como o liberalismo igualitário e o multiculturalismo tratam a discriminação racial no Brasil e como irão buscar saídas para sua superação. Como essas duas correntes compreendem a questão da diferença e, sobretudo, como enxergam o papel do Estado na sua reparação histórica.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, 2017.
Aparece na Coleção:Ciência Política - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons