Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/1911
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_RosangelaPereiraLimaSilva.pdf510,75 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Proposta de atividade didática para o ensino de vírgula em séries finais do ensino fundamental e ensino médio
Autor(es): Silva, Rosângela Pereira Lima
Orientador(es): Pilati, Eloisa Nascimento Silva
Assunto: Língua portuguesa - pontuação
Língua portuguesa - estudo e ensino
Letramento
Prática de ensino
Data de apresentação: 2010
Data de publicação: 30-Ago-2011
Referência: SILVA, Rosângela Pereira Lima. Proposta de atividade didática para o ensino de vírgula em séries finais do ensino fundamental e ensino médio. 2010. 25 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: O presente artigo é resultado da elaboração e aplicação de uma atividade, com o objetivo de analisar se a metodologia utilizada na atividade, que se difere da utilizada pelas escolas atualmente, obtêm bons resultados e se ajudaria no aprendizado pelos alunos. O arcabouço teórico foi baseado, principalmente, em autores como Soares (2003), Chomsky (2008), Lobato(2003), Franchi (2006), dentre outros, não menos importantes. A metodologia utilizada foi a qualitativo – interpretativista, que possibilita a observação, descrição e interpretação dos dados colhidos nas atividades realizadas pelos alunos. As atividades foram compostas por três etapas, cada uma trazendo um novo caso do uso da vírgula, acrescidas, ao final, por um espaço onde o aluno teria a oportunidade de avaliar a atividade respondida. Após a análise dos dados obtidos pelas respostas dos alunos e suas avaliações sobre as atividades, observamos que, em uma parte do publico observado, as atividades não obtiveram um resultado satisfatório, apesar de muitos alunos terem gostado do modelo. Em contrapartida, um segundo público, em quase sua totalidade, teve um rendimento bastante satisfatório, levando em conta que se tratava de duas realidades diferentes, o ensino público e o ensino particular, respectivamente. Apesar desse fato, nas respostas dos alunos, de ambas realidades, podemos notar que os alunos conseguiram seguir o raciocínio eliciado através das atividades, e aplicaram e/ou explicaram não da forma que esperávamos, mas com uma lógica formada que observa-se a abstração e construção do conceito e uso do determinado caso do uso da vírgula. Porém, mesmo com a construção de um raciocínio os alunos sempre se baseiam no que sempre aprenderam e escutaram, no que as gramáticas tradicionais vem pregando massivamente, e o que os professores reproduzem: que a vírgula é uma pausa. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This article is from the elaboration and implementation of an activity, aiming to examine the methodology used in the activity, which differs from that used by schools today, and get good results if it would help in learning by students. The theoretical framework was based primarily on authors such as Smith (2003), Chomsky (2008), Lobato (2003), Franchi (2006), among others, no less important. The methodology used was qualitative - interpretive, enabling the observation, description and interpretation of data collected from the activities performed by students. The activities were composed of three steps, each bringing a new case of the use of the comma, plus, eventually, a space where students have the opportunity to evaluate the activity answered. After analysis of data obtained from students' responses and their assessments on the activities, we observed that in one part of the public observed the activities did not obtain a satisfactory result, although many students have enjoyed the model. In contrast, a second audience, almost in their entirety, has had a very satisfactory performance, taking into account that they were two different realities, public education and private education, respectively. Despite this fact, the responses of the students in both realities, we note that the students could follow the reasoning elicited through the activities, and have applied and / or does not explain the way we expected, but with a logic that formed the abstraction is observed and construction of the concept and use of the particular case of the use of the comma. But even with the construction of a reasoning students are always based on who always listened and learned, as traditional grammars has been preaching massively, and that teachers reproduce: the comma is a pause.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Curso de Letras - Licenciatura em Língua Portuguesa, Departamento de Linguística, Línguas Clássicas e Português, Projeto de Curso, 2010.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons