Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/15272
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_FilipeAlmeidaCarvalhoGonzaga.pdf1,47 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise do polimorfismo da região promotora do gene do Fator de Necrose Tumoral Alfa - TNF-α (-238 A/G) em pacientes com acidente vascular encefálico hemorrágico e aneurisma intracerebral
Autor(es): Gonzaga, Filipe Almeida Carvalho
Orientador(es): Haddad, Rodrigo
Coorientador(es): Alves, Daiani Cristina Cilião
Assunto: Polimorfismo (Genética)
Acidente vascular cerebral
Aneurisma intracerebral
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 22-Dez-2016
Referência: GONZAGA, Filipe Almeida Carvalho. Análise do polimorfismo da região promotora do gene do Fator de Necrose Tumoral Alfa - TNF-α (-238 A/G) em pacientes com acidente vascular encefálico hemorrágico e aneurisma intracerebral. 2015. 73 f., il. Monografia (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O Aneurisma Intracerebral é uma condição patológica dos vasos intracranianos que pode possuir uma fraqueza anormal da parede, ficando estes propensos à ruptura. A ruptura desses aneurismas pode levar a uma condição conhecida como Acidente Vascular Encefálico Hemorrágico (AVEH), um importante problema de saúde pública. O Fator de Necrose Tumoral do tipo Alfa (TNF-α) induz a expressão de metaloproteinases de matriz, uma família de enzimas proteolíticas que degradam matriz extracelular em torno dos vasos sanguíneos e danificam células do endotélio, o que resultaria em desestabilização e potencial enfraquecimento da parede do vaso, dilatação passiva, e ruptura. Visto a relação do TNF-α com a manutenção da integridade dos vasos sanguíneos, este estudo visa avaliar a relação entre o polimorfismo -238A/G da região promotora do gene do TNF-α em pacientes que apresentam Aneurisma intracerebral e AVEH, atendidos no setor de Neurocirurgia do Hospital de Base de Brasília. Para isto, foram avaliados 52 Indivíduos saudáveis, e 72 pacientes (AVEH e aneurisma intracerebral) através de amostras sanguíneas, informações clínicas (idade, gênero, hipertensão, diabetes, tabagismo, etilismo, glicose, creatinina, e plaquetas), e valores provenientes de instrumentos de avaliação funcional (escala de Glasgow, Rankin, NIHSS, e Bathel). Foi realizada a extração de DNA e em seguida a PCR. No presente estudo não foi encontrada relação estatisticamente significante do polimorfismo TNF-α -238A/G entre os grupos pesquisados. Sendo observado apenas uma tendência de maior frequência do genótipo TNF -238AG nos pacientes com AVEH em relação ao controle saudável e aos piores graus de acometimento nas escalas de Rankin e NIHSS.
Abstract: Intracerebral aneurysm is a pathological condition of intracranial vessels that may have an abnormal weakened vessel’s wall, which are more likely to disrupt. The rupture of these aneurysms can lead to a condition known as Hemorrhagic Stroke, these are major public health problems. The Tumor Necrosis Factor type alpha (TNF-α) induces expression of matrix metalloproteinases (MMPs), a family of proteolytic enzymes that degraded the extracellular matrix around the blood vessels and damage the endothelium, which would result in destabilization and potential weakening of the vessel wall, passive dilatation and rupture. Therefore, TNF-α acts maintaining the integrity of blood vessels, this study aims to evaluate the relation between the polymorphism -238A / G in the promoter region of TNF-α’s gene in patients with intracerebral aneurysm, hemorrhagic stroke or both. Those patients come from the neurosurgery’s sector of Hospital de Base de Brasília. 52 healthy subjects and 72 patients (patients with stroke and / or intracerebral aneurysm) have been evaluated through blood samples, clinical information (age, blood glucose, sex, hypertension, diabetes, smoking information, alcohol consumption, blood glucose, creatinine and number of platelets), and values from functional assessment instruments (Glasgow scale, Rankin, NIHSS, and Bathel). DNA extractions were followed by PCR. In this study, there was no statistically significant relations of TNF-α polymorphism -238A / G between the groups. Regarding to the clinical aspects, there were differences in platelets and creatinine (observing the patients that suffered stroke and / or aneurysm).
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Farmácia, 2015.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons