Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/1227
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_AdrianoFariaSilvestre.pdf775,31 kBAdobe PDFver/abrir
Título: ISO 14001 : uma análise do mercado do DF
Autor(es): Silvestre, Adriano de Faria
Orientador(es): Arruda, Guilherme Augusto Castelo Branco
Assunto: ISO 14001
Certificação ambiental
Proteção ambiental - normas
Gestão ambiental
Responsabilidade social da empresa
Data de apresentação: 18-Dez-2009
Data de publicação: 10-Nov-2010
Referência: SILVESTRE, Adriano de Faria. ISO 14001: uma análise do mercado do DF. 2009. 69 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Cada vez mais a sociedade percebe que os recursos naturais são finitos e que as pessoas e organizações devem trabalhar de maneira a minimizar o desperdício de materiais e energia, e a maximizar o reaproveitamento dos resíduos gerados. Uma das melhores e mais reconhecidas maneiras de uma organização alcançar tais objetivos é a implantação de um SGA baseado na norma ISO 14001. Ao se analisar as empresas do DF que já possuem essa certificação, percebeu-se que o DF tem uma pequena quantidade de certificações, quando comparado com os outros estados brasileiros. Esse estudo buscou através de entrevistas determinar alguns dos principais motivos desta baixa quantidade de certificados emitidos. Foram entrevistados três grupos de pessoas, sendo o primeiro composto por responsáveis pela ISO 14001 já implantada em diferentes empresas. O segundo grupo é composto por gestores de empresas que não possuem a ISO 14001. E o terceiro grupo é composto por pessoas formadas em diversas áreas e que têm conhecimentos relevantes para esta pesquisa. Após a aplicação dos três tipos de questionários, os dados coletados foram reunidos e tabulados utilizando o programa de computador SPSS. Após análise dos dados, os resultados expressados foram apresentados de maneira a possibilitar uma comparação entre os grupos e posterior elaboração de uma conclusão. Os resultados mostraram que a ISO 14001 tem hoje em dia um baixo reconhecimento do mercado e traz uma insuficiente vantagem competitiva para as organizações. O fato de o governo não incentivar, de maneira extensiva, os empresários a se certificarem ambientalmente foi assunto recorrente nas entrevistas. Concluiu-se que, ao criar vantagens para as empresas que obtiverem uma certificação ISO 14001, o governo pode influenciar significativamente o mercado e popularizar essa certificação no DF.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.