Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/1162
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_RafaelPinheiroAlmeida.pdf574,71 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Estilo de gestão de uma instituição pública de ensino médio do Distrito Federal
Autor(es): Almeida, Rafael Pinheiro de
Orientador(es): Bogosian, Francy Soares
Assunto: Escolas - organização e administração
Estilos gerenciais
Escolas - organização e administração
Data de apresentação: 7-Dez-2009
Data de publicação: 26-Out-2010
Referência: ALMEIDA, Rafael Pinheiro de. Estilo de gestão de uma instituição pública de ensino médio do Distrito Federal. 2009. 60 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Esse trabalho tem como objetivo principal identificar se o estilo de gestão predominante em uma instituição pública de ensino médio do Distrito Federal tende ao participativo ou ao autoritário. Entende-se que a participação envolve tanto os funcionários quanto os pais, os alunos e a comunidade em geral no compartilhamento do planejamento e das decisões da escola. No referencial teórico, buscou-se descrever a legislação pertinente, assim como alguns aspectos e barreiras da participação organizacional e os sistemas definidos por LIKERT. Em relação à gestão escolar, o foco principal foi discutir questões relacionadas à sua estrutura organizacional. A pesquisa empregou o método quantitativo que utiliza a média e o desvio-padrão para análise dos dados. O instrumento utilizado para coleta de dados foi construído por LIKERT e revalidado recentemente por outros autores. Trata-se de um questionário que contém 50 (cinquenta) questões fechadas e uma questão aberta, aplicado a 30 (trinta) funcionários de uma escola pública do Distrito Federal, dos quais 25 (vinte e cinco) professores e 5 (cinco) assistentes em educação. Os resultados sugerem que o estilo de gestão da escola ALFA tende ao participativo-consultivo, apesar das dimensões processo de controle e sistema de metas e diretrizes terem apontado ao estilo autoritário-benevolente. A análise das diversas dimensões consideradas permitiu sugerir algumas ações para evolução ao estilo de gestão participativo-grupal. Verificou-se que apesar do sistema ser participativo, nem todos os segmentos são representados na maioria das decisões administrativas da escola. Percebeu-se, também, que o Conselho Escolar tem sido pouco atuante e de acordo com sua previsão legal poderia ser muito mais eficiente no auxílio à gestão escolar.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.