Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/10277
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_GabrielaLopesDaSilvaLustosa.pdf1,53 MBAdobe PDFver/abrir
Título: O que os adolescentes pensam sobre sexualidade : construção de uma cartilha educativa
Outros títulos: What teens think about sexuality : the construction of an educational booklet
Autor(es): Lustosa, Gabriela Lopes Da Silva
Orientador(es): Ponce de Leon, Casandra Genoveva Rosales Martins
Assunto: Adolescentes
Sexualidade
Educação sexual para a juventude
Promoção da saúde
Data de apresentação: 2-Dez-2014
Data de publicação: 27-Abr-2015
Referência: LUSTOSA, Gabriela Lopes Da Silva. O que os adolescentes pensam sobre sexualidade: construção de uma cartilha educativa. 2014. 58 f., il. Monografia (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Ceilândia-DF, 2014.
Resumo: Introdução - Adolescência é a fase de diversas transformações. A Enfermagem tem um papel fundamental ao trabalhar a “sexualidade”. A cartilha é ferramenta tecnológica para educação em saúde. Objetivos - Desenvolver uma cartilha educativa a partir do que os adolescentes concebem sobre a sexualidade. Avaliá-la por meio de instrumento validado pela Organização Pan-Americana de Saúde. Metodologia - Estudo com abordagem quanti-qualitativa. Participaram da pesquisa 32 meninas e 29 meninos de uma entidade religiosa. Os adolescentes, os responsáveis legais e os juízes assinaram o Termo de Assentimento Livre e Esclarecido. A cartilha foi avaliada por 10 profissionais. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob o parecer 575.171. Resultados– Captamos com a Dinâmica da Árvore que a percepção sobre sexualidade está ligada ao relacionamento sexual. Considerando o impacto da gravidez na adolescência, os grupos associaram fator negativo a esse fenômeno. Pelo fato de 85% dos adolescentes possuírem boas condições socioeconômicas, acredita-se que haja prejuízo para o futuro profissional. Os eixos centrais das dúvidas envolveram as doenças sexualmente transmissíveis, uso de métodos contraceptivos e gravidez. Dos quarenta e três adolescentes avaliadores, 69,76% aprovaram a cartilha com o critério “necessita de mudanças”. Os critérios mais bem avaliados por eles foram “apresenta um tema específico em sua totalidade” e “conteúdo da mensagem é facilmente perceptível”. 74,4% dos adolescentes avaliadores e 87,5% dos juízes discordaram que a cartilha “não está carregada de informações escritas”. Conclusões– Este trabalho revelou desconhecimento do tema por parte dos adolescentes. A cartilha foi aprovada, necessitando de mudanças. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction - Adolescence is the stage of several transformations. Nursing plays a key role in working "sexuality". The booklet is a technological tool for health education. Objectives - To develop an educational booklet from teens about sexuality conceive. Evaluate it using an instrument validated by the Pan American Health Organization. Methodology - study with quantitative and qualitative approach. The participants were 32 girls and 29 boys of a religious entity. Teenagers, legal guardians and judges signed the Consent Term of Free and Clear. The booklet was evaluated by 10 professionals. Project approved by the Research Ethics Committee under the opinion 575,171. Results - We capture with Dynamic Tree that the perception of sexuality is linked to the sexual relationship. Considering the impact of teenage pregnancy, the groups associated negative factor to this phenomenon. Because 85% of teens having good socioeconomic conditions, it is believed that there is injury to the professional future. The central topics of the questions involved sexually transmitted diseases, use of contraceptive methods and pregnancy. Of the forty-three adolescents evaluators, 69.76% approved the playbook with the criterion “needs to change”. The best available criteria for them were "presents a specific subject in its entirety" and “message content is readily apparent” 74.4% of the evaluators adolescents and 87.5% of the judges disagreed that the booklet “is not loaded with written information”. Conclusions - This study revealed ignorance of the theme by the adolescents. The booklet was passed, requiring changes.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2014.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons