Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/8962
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_HortenciadaConceicaoMorais.pdf505,76 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Pronominalização do objeto direto no português brasileiro dialetal
Autor(es): Morais, Hortência da Conceição
Orientador(es): Salles, Heloisa Maria Moreira Lima de Almeida
Assunto: Língua portuguesa - português falado
Língua portuguesa - gramática
Língua portuguesa - variação
Sociolinguística
Língua portuguesa - dialetos
Data de apresentação: 2013
Data de publicação: 12-Nov-2014
Referência: MORAIS, Hortência da Conceição. Pronominalização do objeto direto no português brasileiro dialetal. 2013. 63 f. Monografia (Licenciatura em Letras Português)-Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar e analisar os pronomes usados na função de objeto direto (OD) no português dialetal do Centro-Oeste, mais especificamente do município de Catalão – GO, bem como fazer uma comparação com o português falado em outra região do Brasil e por outros grupos sociais. Os dados usados para a análise foram extraídos de um corpus presente em uma tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da FCL/UNESP – Câmpus de Araraquara, para a obtenção do título de doutora em linguística e língua portuguesa, escrita por Maria Helena de Paula. O corpus é composto por onze narrativas orais de falantes que viveram na zona rural no município de Catalão – GO. Optou-se por analisar os pronomes que estão na posição de objeto direto, nesse corpus, por ele trazer as características de um português considerado popular, bem como para contribuir e ampliar os estudos linguísticos acerca do tema apresentando. Este trabalho tem como foco o sistema pronominal do português, o que não significa que no corpus não haja ocorrências de apagamento do objeto direto, o chamado objeto nulo. Neste trabalho, foi analisada a estrutura sintática das orações coletadas no corpus, mostrando que frases que possuem uma estrutura sintática mais complexa favorece o uso de pronomes fortes. Entretanto, no corpus, esses pronomes também são usados em estruturas simples. Também foi constatado que o sistema pronominal encontrado na gramática tradicional difere do sistema pronominal encontrado no vernáculo do português brasileiro (PB), notadamente no português brasileiro dialetal (PBD), havendo formas em desuso e outras que são usadas na posição de OD. Além disso, fazendo uma comparação com outros estudos que mostram o uso desses pronomes por pessoas que possuem escolaridade, foi verificado que há diferenças com relação à preferência por tais pronomes. Este trabalho está dividido em quatro seções, a saber: estudos nas gramaticas tradicionais, estudos linguísticos, metodologia e análise dos dados coletados no corpus.
Informações adicionais: Monografia (graduação)-Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2013.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons