Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/7264
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_LiviaMedeirosDeAlbuquerque.pdf383,09 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Tradução e comentário do discurso Contra a madrasta, de Antifonte
Autor(es): Albuquerque, Lívia Medeiros de
Orientador(es): Rocha, Sandra Lúcia Rodrigues da
Assunto: Tradução e interpretação
Antifonte
Oratória antiga
Aristóteles
Retórica
Data de apresentação: 6-Dez-2013
Data de publicação: 28-Mar-2014
Referência: ALBUQUERQUE, Lívia Medeiros de. Tradução e comentário do discurso Contra a madrasta, de Antifonte. 2013. 22 f. Monografia (Licenciatura em Letras Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O presente trabalho é uma proposta de tradução do discurso Contra a Madrasta, de Antifonte, com dois objetivos principais. O primeiro é oferecer uma contextualização acerca do universo em que o texto se insere, a partir de comentários sobre questões sociais, políticas e culturais da Atenas clássica que aparecem no discurso. O segundo é valorizar, no processo tradutório, a transposição de algumas categorias de estilo que possuem uma força persuasiva notável e contribuem com a construção do pathos do discurso. Essas categorias foram descritas por Aristóteles no Livro III da Retórica, e possuem um papel importante dentro de um discurso que, diante da falta de evidências concretas quanto à autoria do crime, se baseia principalmente no apelo emocional aos jurados. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present work is a translation of Antiphon’s speech Against the Stepmother and it has two main goals. The first goal is to provide some contextualization on the universe in which the text is inserted, with comments on social, political and cultural aspects of classical Athens that appear in the speech. The second goal is to give greater value, in the translating process, to the transposition of some categories of style that possess a remarkable persuasive force and contribute to the establishment of the speeches’ pathos. These categories were described by Aristotle in Book III of his Rhetoric, and possess an important role within a speech that, given the lack of evidence regarding the crime, relies primarily on the emotional appeal of the jurors.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2013.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons