Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/2918
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_HenriqueFonteneleKlein.pdf395,5 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Monumentos à memória dos que morreram: as necrópoles e seu impacto ambiental
Autor(es): Klein, Henrique Fontenele
Orientador(es): Létti, Mariana Marlière
Assunto: Cemitério
Impacto ambiental
Data de apresentação: 4-Dez-2010
Data de publicação: 14-Fev-2012
Referência: KLEIN, Henrique Fontenele. Monumentos à memória dos que morreram: as necrópoles e seu impacto ambiental.2010. 45 f. Monografia (Bacharelado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: As necrópoles constituem um ramo de atividade que envolvem o ser humano sob a perspectiva ambiental como qualquer outro material de descarte, constituído de resíduos sólidos e produtor de materiais efluentes líquidos e gasosos. Levando em conta este aspecto, os cemitérios podem ser fontes de contaminação das águas superficiais e subterrâneas, por meio de substâncias orgânicas e inorgânicas, e microorganismos patogênicos presentes no líquido de decomposição de cadáveres, denominado de necrochorume. A percepção de que podemos destruir a natureza mesmo depois de mortos foi um incentivo para o desenvolvimento desta pesquisa, e de ampliar as discussões sobre a instalação de cemitérios e seus impactos ambientais. Ao abordar a legislação existente tanto para implementação como para funcionamento de necrópoles, as formas de atendimento das necessidades da população, assim como qual seria a melhor alternativa para o meio ambiente, foi possível verificar se as necrópoles constituem risco ambiental. A metodologia adotada foi a da pesquisa qualitativa, com um enfoque exploratório-descritivo, com o levantamento bibliográfico em artigos, livros e legislações acerca da atividade cemiterial no Brasil, e a realização de entrevista semi-estruturada junto a gestores de empresas que administram necrópoles, assim como visita a estes locais. Através da pesquisa efetuada pode-se concluir que se deve melhorar a monitoração, fiscalização, licenciamento e a operação das necrópoles existentes, assim como efetuar aprimoramentos na legislação federal. Através deste trabalho, apesar da escassez de material específico sobre o tema, foi constatado que os cemitérios que estejam adequados as resoluções CONAMA, tem menor possibilidade de apresentar risco ambiental do que os que não o fizeram. Apesar disso, através de um gerenciamento adequado, este risco pode ser considerado controlável se considerado o poder de contaminação de outras atividades.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2010.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons