Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/21718
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_LaianaRodriguesDeOliveiraLima_tcc.pdf1,86 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Comunicação mercadológica direcionada ao púbico infantil : análise da relação entre publicidade nativa, youtubers e a legislação brasileira
Autor(es): Lima, Laiana Rodrigues de Oliveira
Orientador(es): Farias, Inez Lopes Matos Carneiro de
Assunto: Direitos das crianças
Influenciadores digitais
Consumo (Publicidade)
Data de apresentação: 28-Jun-2018
Data de publicação: 2-Abr-2019
Referência: LIMA, Laiana Rodrigues de Oliveira. Comunicação mercadológica direcionada ao púbico infantil: análise da relação entre publicidade nativa, youtubers e a legislação brasileira. 2018. 99 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A presente monografia consiste na análise da relação entre o Direito brasileiro e a publicidade nativa direcionada ao público infantil disponível na plataforma YouTube, e praticada por influenciadores digitais. Como metodologia, foi utilizado o estudo de caso dos canais Júlia Silva e Luccas Neto, sob o marco teórico de Luciana Corrêa, em suas sub-divisões: “conteúdo proprietário” e “conteúdo informal”. Nesse sentido, pretendeu-se explorar o conceito de publicidade nativa no âmbito do YouTube, para além das conceituações existentes e a partir de exemplificações que dessem insumos para responder como a publicidade nativa é realizada, quais malefícios ela traz ao público infantil, como o direito brasileiro a enxerga, e como ela pode ser, efetivamente, enfrentada. Concluiu-se que o Brasil, ainda, não confere a devida importância à prática, uma vez que as disposições generalistas de sua legislação não permitem que essa seja combatida ou até mesmo direcionada de uma forma mais saudável ao público infantil.
Abstract: This monograph consists of an analysis of the relationship between Brazilian law and native advertising intended for children, available on the YouTube platform, and practiced by digital influencers. As methodology, it was used the case study of the channels Júlia Silva and Luccas Neto, under the theoretical framework of Luciana Corrêa, in its subdivisions: "proprietary content" and "informal content". In this sense, this work was aimed at exploring the concept of native advertising in the ambit of YouTube, beyond the existing concepts, but from examples that provide inputs to respond how the native advertising is carried out, if it harms children, how Brazillian law sees it, and how it can be effectively confronted. This study allowed us to conclude that Brazil still does not give proper importance to the practice, since the general provisions of its legislation do not let it to be fought or even directed in a healthier way to the children audience.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2018.
Aparece na Coleção:Direito



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons