Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/20576
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_JessicaRochaPiresDaSilva_tcc.pdf756,28 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Aplicativos como meio de inclusão dos surdos no turismo
Autor(es): Silva, Jessica Rocha Pires da
Orientador(es): Brasileiro, Iara Lucia Gomes
Assunto: Turismo
Acessibilidade
Deficientes auditivos
Data de apresentação: 25-Jun-2018
Data de publicação: 23-Ago-2018
Referência: SILVA, Jessica Rocha Pires da. Aplicativos como meio de inclusão dos surdos no turismo. 2018. 64 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Turismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Os surdos e deficientes auditivos são negligenciados pelo Turismo nacional. Em um meio onde a acessibilidade é incompleta, e há preconceito contra a pessoa com deficiência, dificilmente seria possível ver o surdo como um turista independente. Apesar de, o foco das políticas públicas e principais legislações brasileiras estarem voltadas às pessoas com deficiência que são mais visíveis para a sociedade, os surdos têm tido muitas conquistas ao longo dos anos. Aos poucos, com o suporte da tecnologia, tem sido inclusos em atividades voltadas ao lazer, e a principal delas, como gerador de renda ao país, vem a ser o Turismo. Através de aplicativos em dispositivos móveis, os surdos se tornam mais autônomos em realizar processos do cotidiano e até de viagens. Este trabalho proporciona uma reflexão sobre a relevância do uso de aplicativos para aparelhos móveis com vistas a promover a inclusão do surdo no Turismo.
Abstract: The deaf and hearing impaired are neglected by our National Tourism. In a scenario where complete accessibility is non-existent and where prejudice against the handicapped is prevalent, it is hard to imagine a deaf person as being a completely independent tourist. In spite of the focus shown by public policies and Brazilian laws toward those with more visible handicaps, the deaf have made great strides over the years. Gradually, with the support of technology, they have found themselves included in activities within the leisure industry, with the standout, in as far as a source of revenue is concerned, being Tourism. Through the use of mobile apps, the deaf have become more autonomous with regard to the day-to-day activities, including travel. This study proposes a reflection over the use of mobile apps as a means of promoting inclusion of the deaf community in Tourism.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, 2018.
Aparece na Coleção:Turismo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons