Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/19014
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RenatodaCruzNascimento.pdf1,47 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Adequação do teste de tetrazólio para avaliação da qualidade de sementes de Handroanthus impetiginosus (Mart. ex DC) Mattos
Autor(es): Nascimento, Renato da Cruz
Orientador(es): Martins, Rosana de Carvalho Cristo
Assunto: Sementes
Sementes - viabilidade
Teste de tetrazólio
Germinação
Data de apresentação: 2017
Data de publicação: 15-Jan-2018
Referência: NASCIMENTO, Renato da Cruz. Adequação do teste de tetrazólio para avaliação da qualidade de sementes de Handroanthus impetiginosus (Mart. ex DC) Mattos. 2017. ix, 37 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Engenharia Florestal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Neste trabalho, utilizou-se o teste de tetrazólio, considerado um teste rápido e preciso para análise da viabilidade de sementes de espécies florestais exóticas, a fim de obter uma metodologia eficiente para o Ipê-Roxo (Handroanthus impetiginosus), uma espécie florestal nativa, comparando-se com o teste de germinação de sementes. Foram usadas 10 matrizes provenientes de duas áreas diferentes do Distrito Federal. Primeiramente, determinou-se o teor de umidade das sementes através do método de estufa a 105°C. Em seguida foi realizado o teste de germinação, com a homogeneização das 10 matrizes em um lote de sementes. Para o teste de tetrazólio foi realizado um pré-acondicionamento em água por 24h e, posteriormente, foram aplicados os seguintes tratamentos: três tempos de exposição (30, 60 e 90 minutos), quatro concentrações de tetrazólio (0,05; 0,1; 0,5 e 1%) e uma temperatura de 25°C. Com o intuito de averiguar a influência da temperatura na coloração das sementes, foi realizado um teste no tempo único de 90 min, nas mesmas concentrações, a uma temperatura de 30°C. O teor de umidade médio das matrizes foi de 5,87%, sendo as matrizes 9 e 10 as de menor e maior teor de umidade, com 0,78% e 13,97%, respectivamente. Os resultados obtidos pelo teste de germinação indicaram uma porcentagem de germinação de 18,34%, valor muito baixo, provavelmente, devido ao estágio avançado de maturação das sementes e pelo tempo de armazenagem em bancada, apresentando IVG igual à 5,68 sementes/dia e TMG de 8,48 dias. No teste de tetrazólio, não se obteve coloração nos tempos de 30 min e 60 min. A análise de variância para a temperatura x concentração para o tempo de 90 min foi a que apresentou melhor coeficiente de variação (22,74). Na temperatura de 30°C, o teste de tetrazólio superestimou os valores para a viabilidade das sementes, comparando-se com o teste de germinação. Através das análises feitas, apontou-se a concentração de 0,05%, na temperatura de 25°C, em 90 min de exposição à solução, como a metodologia mais representativa em relação ao teste de germinação para a determinação da viabilidade das sementes de Handroanthus impetiginosus.
Abstract: In this work, the tetrazolium test, considered a rapid and precise test for the analysis of the seeds viability of exotic forest species, was used to obtain an efficient methodology for Ipê-Roxo (Handroanthus impetiginosus), a native forest species, comparing seed germination test. 10 matrices from two different areas of the Distrito Federal, were used. First, the moisture content of the seeds was determined by the oven method at 105 ° C. Then the germination test was carried out, with the homogenization of the 10 matrices in a seed lot. For the tetrazolium test, the following treatments were applied: three exposure times (30, 60 and 90 minutes), four tetrazolium concentrations (0.05; 0.1 0.5 and 1%) and a temperature of 25 ° C. In order to investigate the influence of temperature on seed coloration, a single time test of 90 min at the same concentrations was carried out at a temperature of 30 ° C. The average moisture content of the matrices was 5.87%, and the matrices 9 and 10 were the lowest and highest moisture content, with 0.78% and 13.97%, respectively. The results obtained by the germination test indicated a germination percentage of 18.34%, a very low value, probably due to the advanced stage of seed maturation and the storage time in the stand, presenting IVG equal to 5.68 seeds/day and TMG of 8.48 days. In the tetrazolium test, no staining was obtained at the time of 30 min and 60 min. The analysis of variance for the temperature x concentration for the time of 90 min was the one with the best coefficient of variation (22,74). At 30 ° C, the tetrazolium test overestimated the values for seed viability, compared with the germination test. By means of the analyzes made, the concentration of 0.05%, at 25 ° C, in 90 min of exposure to the solution, as the most representative methodology in relation to the germination test to determine the viability of the seeds of Handroanthus impetiginosus.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2017.
Aparece na Coleção:Engenharia Florestal



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons