Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/16775
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_ErikaRodriguesDeFreitas_tcc.pdf508,19 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A escola do século XXI : a docência e a coordenação pedagógica frente aos desafios da indisciplina
Autor(es): Freitas, Érika Rodrigues de
Orientador(es): Machado, Liliane Campos
Coorientador(es): Nascimento, Juscelino Francisco do
Assunto: Coordenadores pedagógicos
Disciplina escolar
Estudantes - indisciplina
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 5-Mai-2017
Referência: FREITAS, Érika Rodrigues de. A escola do século XXI: a docência e a coordenação pedagógica frente aos desafios da indisciplina. 2015. 56 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Coordenação Pedagógica)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: As mudanças na organização e funcionamento da sociedade refletem nas relações e comportamentos dos alunos nas escolas. Observa-se que o ambiente escolar se mostra mais conflitante e as situações de indisciplina cada vez mais frequentes. Com isso, o professor atual se vê com a necessidade de atuar com uma postura mais diferenciada. Dentro deste contexto existe a figura do coordenador pedagógico, que pode auxiliar o professor na resolução de problemas disciplinares, mas muitas vezes tem dificuldade em concluir o seu trabalho pedagógico em virtude da demanda de conflitos que ocorrem diariamente. Diante disso, surge esse estudo que objetivou investigar a indisciplina e a atuação do professor e coordenador pedagógico, bem como buscar o conceito de indisciplina, verificar se ela afeta a aprendizagem, investigar suas possíveis causas e sugestões para se trabalhar esse tema. Para o referencial teórico, foram usados autores como Abramovay e Pinheiro (2003), Aquino (2014), Parrat-Dayan (2012) e outros. Na metodologia, optou-se pela abordagem quali-quantitativa do objeto por meio de um questionário desenvolvido pela própria pesquisadora, sendo a análise dos dados proposta por Bardin (1977). Como resultado, verificou-se que: professores e coordenadores possuem dificuldade em conceituar indisciplina e confundem este conceito com o de violência; as principais causas da indisciplina são: ausência da família, falta de limites, desinteresse do aluno, desvalorização do professor, falta de planejamento das aulas. Constatou-se que o coordenador pedagógico não deve deixar o trabalho pedagógico para resolver conflitos e a escola precisa realizar ações preventivas para lidar com esse tema tão amplo e complexo.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (especialização)—Universidade de Brasília, Ministério da Educação, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Centro de Formação Continuada de Professores, Secretaria de Educação do Distrito Federal, Escola de Aperfeiçoamento de Profissionais da Educação, Curso de Especialização em Coordenação Pedagógica, 2015.
Aparece na Coleção:Coordenação Pedagógica



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons