Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15867
Título: A exclusão de alunos com dificuldades de aprendizagem : dilemas e desafios da educação de jovens e adultos
Autor(es): Andrade, Maria da Conceição Aparecida
Orientador(es): Rossato, Maristela
Martins, Luiz Roberto Rodrigues
Assunto: Aprendizagem - dificuldades
Inclusão social
Inclusão escolar
Educação de Jovens e Adultos (EJA)
Data de apresentação: 28-Dez-2015
Referência: ANDRADE, Maria da Conceição Aparecida. A exclusão de alunos com dificuldades de aprendizagem: dilemas e desafios da educação de jovens e adultos. 2015. 38 f., il. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: A presente monografia remonta uma discussão respeito da inclusão e da exclusão na e da escola. Especialmente, chama atenção do leitor ao fato de serem processos referentes ao estar fora do contexto formal da escola, bem como ocorrer no próprio ambiente escolar. Busca compreender os sentimentos e a percepção dos estudantes jovens e adultos sobre suas dificuldades escolares de aprendizagem. No primeiro capítulo faz-se uma discussão em torno da produção do fracasso escolar, colocando em evidência a instituição escola e seus funcionamentos abordando sua possível interferência nessa produção. Discute-se no segundo capítulo os desafios da inclusão escolar para todos, preconizados nas leis e decretos, mas nem sempre garantidos na prática diária das instituições escolares. Os capítulos terceiro e quarto remetem à questão das dificuldades de aprendizagem no estudante jovem e adulto, analisando sua trajetória escolar e interrogando se as mesmas não teriam contribuído para o fracasso educacional obtido na idade regular e, ainda, se já poderiam ser eles frutos do fracasso produzido na formatação interior da própria escola. O quinto e último parágrafo aborda os dilemas e desafios da educação de Jovens e Adultos na atualidade. O instrumento utilizado foi uma entrevista, contendo questões relativas às vivências de estudantes da Educação de Jovens e Adultos de diferentes faixas etárias no âmbito da vida escolar, suas experiências e percepções. Observa-se que a maioria dos estudantes frequentou instituições escolares na infância, não obtendo sucesso; deixaram-nas e foram em busca de trabalho para contribuir no sustento da família. Atualmente retornam à escola em busca de melhores condições de acesso e permanência no mercado de trabalho. Uma questão que necessita ser refletida, e que se evidencia, está relacionada ao motivo a que veio à modalidade de EJA no Brasil. Seria uma garantia de direitos ou pagamento de dívida com aqueles que não alcançaram o almejado diploma no “tempo certo”?
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_MariaDaConceicaoAparecidaAndrade_tcc.pdf508.73 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons