Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15092
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_CeciliaAlvesDeMeireles_tcc.pdf965,73 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise da atuação docente no processo de aprendizagem do aluno com síndrome de down
Autor(es): Meireles, Cecília Alves de
Orientador(es): Guimarães, Fernanda Rodrigues
Assunto: Down, Síndrome de
Inclusão escolar
Estudantes com necessidades educativas especiais
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 27-Out-2016
Referência: MEIRELES, Cecília Alves de. Análise da atuação docente no processo de aprendizagem do aluno com síndrome de down. 2015. 83 f., il. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: O presente estudo tem como objetivo analisar o desempenho docente no contexto de aprendizagem de alunos com SD, buscando investigar a atuação destes, que podem promover a aprendizagem. Além disso, pretendeu, também, analisar o papel da formação do professor e sua relação com a inclusão escolar, compreender a concepção dele a respeito da SD, e analisar a abrangência de seu conhecimento a respeito dos processos de aprendizagem e desenvolvimento humano. Fundamentou-se na abordagem qualitativa, tendo como ferramenta principal o uso da entrevista semiestruturada. O estudo revelou que a concepção das professoras entrevistadas a respeito da SD não é clara, embora tenham consciência de que se trata de alguém que tem limitações, e que, ao mesmo tempo, tem potencial para aprender. As entrevistadas afirmam que o conhecimento que tinham inicialmente sobre a referida síndrome era baseada no senso comum, associada a uma limitação, à pouca autonomia. A compreensão a respeito dos processos de aprendizagem e desenvolvimento desses indivíduos, atualmente, é de que eles são capazes de aprender e se desenvolver como qualquer outra pessoa, respeitadas as suas limitações. Ao longo dessa discussão percebeu-se que o papel da formação inicial e continuada do professor é o de auxiliar na construção do conhecimento, permitindo ao docente em formação o reconhecimento das diferentes possibilidades de desenvolvimento e de perfis de aprendizagem. As professoras reconhecem a necessidade de que esses alunos se sintam pertencentes à turma, de que tenham um suporte adequado, e de que se interajam com os pares.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons