Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/15059
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_AndrelianaLopesPereira_tcc.pdf898,19 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais : um olhar para a prática pedagógica
Autor(es): Pereira, Andreliana Lopes
Orientador(es): Guimarães, Fernanda Rodrigues
Assunto: Inclusão escolar
Práticas pedagógicas
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 20-Out-2016
Referência: PEREIRA, Andreliana Lopes. Inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais: um olhar para a prática pedagógica. 2015. 68 f., il., Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo analisar o processo de inclusão escolar a partir da prática pedagógica docente em uma escola da rede estadual de Ipatinga. Além disso, pretendeu-se compreender a concepção da equipe pedagógica a respeito da inclusão e analisar como se organiza essa prática em classes inclusivas. Fundamentou-se na abordagem qualitativa, tendo como instrumento principal o uso de entrevista semiestruturada, observações em sala de aula e a análise do Projeto Político Pedagógico da referida escola. O estudo revelou que as professoras entrevistadas percebem a inclusão como um processo que visa a participação de todos os alunos, independentemente do tipo de necessidade educacional especial apresentada. Em se tratando da mãe do aluno com necessidades educacionais especiais, observou-se que ela não tem um conceito claro a respeito da inclusão, relacionando-o, apenas, à presença de uma professora de apoio, exclusiva para seu filho. Percebe-se a importância da escola esclarecer informações à família das pessoas com desenvolvimento atípico, a fim de que elas se apropriem de seus direitos e possam colaborar com a escolarização de seus filhos. Analisando-se como se organiza a prática pedagógica docente na referida escola, observou-se que a professora regente leva em conta a perspectiva inclusiva, partindo das dificuldades apresentadas pelos alunos e preocupando-se em oferecer-lhes o auxílio necessário. Em referência aos aspectos relacionados ao processo de inclusão na escola, nota-se que a professora regente atribui, ao curso de graduação, um importante papel na sua atuação, bem como os cursos de capacitação. Em atenção ao Projeto Político Pedagógico da Escola, verifica-se que nenhum deles está direcionado para alunos em situação de deficiência, embora seus objetivos contemplem ações relacionadas à inclusão. Isso pode demonstrar que, embora a escola se proponha inclusiva, ainda não consegue implementar ações concretas relacionadas à inclusão.
Informações adicionais: Monografia (especilaização)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, 2015.
Aparece na Coleção:Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons