Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11014
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_ThaizaKarendeAmorim.pdf922,02 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Mídia sensacionalista : uma análise do discurso da mídia no caso Villela
Autor(es): Amorim, Thaiza Karen de
Orientador(es): Rezende, Beatriz Vargas Ramos Gonçalves de
Assunto: Mídia
Mídia sensacionalista
Sensacionalismo
Opinião pública
Liberdade de imprensa
Presunção de inocência
Réu
Data de apresentação: 8-Jul-2015
Data de publicação: 26-Ago-2015
Referência: AMORIM, Thaiza Karen de. Mídia sensacionalista: uma análise do discurso da mídia no caso Villela. 2015. 68 f. Monografia (Bacharelado em Direito)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar de que forma a mídia sensacionalista age e se exerce influência na formação da opinião pública. Em um primeiro momento, faz-se uma apresentação das características do sensacionalismo e um breve relato histórico. Em um segundo momento, analisa-se o conflito entre os princípios constitucionais da liberdade de imprensa e da presunção de inocência, buscando demonstrar o abuso do direito constitucional garantido à imprensa, em especial pela mídia sensacionalista, que não respeita as garantias individuais do acusado, que é precocemente julgado e exposto. Também é abordado de que modo a mídia atua na formação da opinião pública e como, muitas vezes, ela visa a substituir o julgador, fazendo um pré-julgamento do crime. Ao final, utiliza-se como exemplo o caso Villela e faz-se uma análise da cobertura jornalística realizada sobre o caso, nos jornais, televisão e internet. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aims to analyze how the sensationalist media acts and influences the formation of public opinion. At first, it is a presentation of sensational features and a brief historical account. In a second step, it analyzes the conflict between the constitutional principles of press freedom and the presumption of innocence, seeking to demonstrate the abuse of this constitutional principle, guaranteed to the press, in particular by sensationalist media, which does not respect the individual rights of the accused, which is earlier judged and exposed. It‘s also discussed the way media operates in shaping public opinion and how often it is intended to replace the judge, making a pre-judgment of the crime. At the end, it is used as an example the Villela‘s case and it‘s made an analysis of news coverage conducted on the case, in newspapers, television and internet.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2015.
Aparece na Coleção:Direito



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons