Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1035
Título: Comparação da aceitação de tomate e cenoura orgânica e não orgânica com crianças de uma escola rural no Distrito Federal
Autor(es): Marques, Renata Miranda
Orientador(es): Botelho, Raquel Braz Assunção
Assunto: Alimentos orgânicos
Crianças - nutrição
Alimentos - avaliação sensorial
Data de apresentação: 14-Ago-2009
Data de publicação: 16-Jul-2010
Referência: MARQUES, Renata Miranda. Comparação da aceitação de tomate e cenoura orgânica e não orgânica com crianças de uma escola rural no Distrito Federal. 2009. 33 f. Monografia (Especialização em Gastronomia e Segurança Alimentar)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Introdução: Alguns estudos têm demonstrado a importância do consumo de frutas e hortaliças para prevenir a obesidade e suas comorbidades, porém a ingestão destes alimentos em crianças está bem abaixo dos valores recomendados. Com o cultivo orgânico, ocorrem mudanças de sabor, textura e aparência de várias hortaliças. A partir disso, é objetivo deste trabalho avaliar a aceitação de tomate e de cenoura orgânica e não orgânica em uma escola rural no Distrito Federal. Metodologia: A avaliação da aceitação das hortaliças pelas crianças foi realizada em duas etapas, a primeira com tomate e cenoura provenientes de sistema de cultivo convencional e posteriormente com o tomate e cenoura orgânicos. As crianças de faixa etária de 6 a 12 anos preencheram uma ficha de avaliação da aceitação das hortaliças oferecidas com escala hedônica de 5 pontos. O critério de inclusão foram as 45 crianças que apresentaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido assinado pelos seus responsáveis e que estivessem na escola nos dias do teste. Resultados e Discussão: Nenhum dos alimentos oferecidos, tanto orgânico quando não orgânico, obtiverem aceitação maior que 85% como determina a legislação do FNDE nº 32 de 10 de agosto de 2006. A aceitação do tomate tanto orgânico quanto não orgânico é consideravelmente maior que a da cenoura. Não houve diferença estatística na aceitabilidade das hortaliças, tanto por gênero quanto por idade e também no geral. Conclusão: Não houve diferenças significativas de maior aceitabilidade entre as hortaliças orgânicas e convencionais. Mesmo não atingindo o mínimo de aceitação recomendada pelo FNDE, as hortaliças orgânicas não obtiverem menor aceitação, sendo assim, a escola deve preferi-las em função de seus benefícios à saúde. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction: Some studies have demonstrated the importance of consumption of fruits and vegetables to prevent obesity and its comorbidities, but the intake of these foods in children is well below the recommended values. With organic farming, changes in taste, texture and appearance of various vegetables. From this, it is objective of this study to evaluate the acceptability of tomato and carrot organic and not organic in a rural school in the Federal District. Methodology: The evaluation of the acceptance of vegetables by children was conducted in two stages, first with tomato and carrot from conventional system of cultivation and subsequently with organic tomatoes and carrots. Children from age 6 to 12 years completed an evaluation form of acceptance of the vegetables offered with 5-point hedonic scale. The inclusion criterion was the 45 children who presented the Term of Free and Informed Consent signed by their parents and were in school in the days of the test. Results and Discussion: None of the food offered, both organic if not organic, obtain acceptance greater than 85% as stipulated in the legislation FNDE 32 to August 10, 2006. Acceptance of both organic tomatoes as organic is not significantly greater than the carrot. There was no statistical difference in the acceptability of vegetables, both by gender and by age and also in general. Conclusion: There were no significant differences between the acceptability of more organic and conventional vegetables. Although not reaching the minimum recommended for acceptance by FNDE, the organic vegetables not obtain lower acceptance, so the school should chose them based on their benefits to health.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, 2009.
Aparece na Coleção:Gastronomia e Segurança Alimentar

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_RenataMirandaMarques.pdf101.63 kBAdobe PDFver/abrir


Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.