Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/9601
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_RodrigoPereiraGomes.pdf1,53 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Aplicação de um modelo de autoavaliação para o curso de EP da UnB
Autor(es): Gomes, Rodrigo Pereira
Orientador(es): Monteiro, Simone Borges Simão
Assunto: Engenharia de Produção (EP) - modelo de autoavaliação
Universidade de Brasília (UnB) - Engenharia de Produção (EP)
Sistema de Avaliação da Instituição de Ensino Superior (IES) - indicadores
Universidades e faculdades - avaliação
Universidades e faculdades - indicadores
Data de apresentação: 11-Dez-2014
Data de publicação: 4-Fev-2015
Referência: GOMES, Rodrigo Pereira. Aplicação de um modelo de autoavaliação para o curso de EP da UnB. 2014. 103 f., il. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Produção)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente Projeto de Graduação tem como objetivo aplicar o Modelo de Autoavaliação elaborado no Projeto de Graduação 1 para o curso de Engenharia de Produção (EP) da Universidade de Brasília (UnB).Realizou-se uma revisão bibliográfica sobre os indicadores que constituem o Sistema de Avaliação da Instituição de Ensino Superior (IES). Utilizou-se como estratégia de pesquisa um estudo de caso que foi desenvolvido no curso de EP da UnB, a abordagem foi qualitativa quanto à seleção dos critérios de qualidade e quantitativa quanto à análise dos dados. O Modelo de Autoavaliação considerou o impacto do Reconhecimento do Curso pelo MEC no processo ensino/aprendizagem; os questionários de autoavaliação do Curso de EP e o Grau de Desempenho do Curso pelas percepções avaliadas pelo corpo discente, docente e coordenação do Curso de EP da UnB. O grau de desempenho foi em média 3,5 que significa que na percepção dos alunos e professores o grau de desempenho do curso é regular. Foi ressaltado como ponto fraco do curso de EP o método de avaliação das disciplinas de PSP (Projetos de Sistemas de Produção) e como ponto forte o PSP e a abordagem PBL como diferencial do curso. Como resultado, foi possível propor melhorias para o Curso de EP, utilizando para isto, ferramentas da qualidade, como a Análise de Pareto, o Diagrama de Ishikawa e, por fim, propor um Plano de Ação através da ferramenta 5W1H.
Abstract: The Graduation Project This aims to apply the Self Assessment Model developed in the Graduation Project 1 for the course of Production Engineering (PE) at the University of Brasilia (UNB). We conducted a literature review on the indicators that make up the institution Evaluation System of Higher Education (IHE). It was used as a research strategy a case study that was developed in the course of EP at UNB, the qualitative approach regarding the selection of quality criteria and quantitative and data analysis.The Self-Assessment Model considered the impact of the Course Recognition by MEC in the teaching / learning; the self-assessment questionnaires of PE Course and Course Performance Grade by perceptions evaluated by the student body, faculty and coordination of PE Course at UNB. The degree of performance averaged 3.5 which means that the perception of students and teachers the degree course performance is regular. It was emphasized as weak point of the course of the EP method of evaluating the PSP disciplines (Production Systems Projects) and how strong point the PSP and the PBL approach as differential of the course. As a result, it was possible to propose improvements PE course, using this, the quality tools such as Pareto analysis, Ishikawa diagram, and finally to propose a plan of action through the tool 5W1H.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia de Produção, 2014.
Aparece na Coleção:Engenharia de Produção



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons