Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/9290
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_CarolinaSenhorinhoRamalho_Parcial.pdf741,35 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Desenvolvimento de metodologia para obtenção de mamoeiro resistente à mancha anelar e meleira
Autor(es): Ramalho, Carolina Senhorinho
Orientador(es): Souza, Nara Oliveira Silva
Aragão, Francisco José Lima
Cabral, Glaucia Barbosa
Tinoco, Maria Laine penha
Assunto: Embriogênese somática
Organogênese
Transformação genética
Cultura in vitro
Mamoeiro - resistência a vírus
Vírus de plantas
Data de apresentação: 16-Dez-2013
Data de publicação: 5-Jan-2015
Referência: RAMALHO, Carolina Senhorinho. Desenvolvimento de metodologia para obtenção de mamoeiro resistente à mancha anelar e meleira. 2013. 42 f., il. Monografia (Bacharelado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Mamão (Carica Papaya L.) é uma frutífera cultivada em regiões tropicais e subtropicais, conhecida pelos seus benefícios nutricionais e pela aplicação medicinal da papaína que é uma enzima proteolítica valiosa. As viroses constituem um dos principais fatores limitantes para a expansão da cultura, com destaque para o vírus da mancha anelar (Papaya ringspot virus, PRSV) e o vírus da meleira (Papaya meleira vírus, PMeV). A utilização da técnica de silenciamento gênico por RNA interferente (RNAi) é uma estratégia viável para a obtenção de mamoeiro resistente a múltiplas viroses (PRSV e PMeV). Os objetivos desse trabalho foram o desenvolvimento de metodologia para obtenção de linhagens de mamoeiros resistentes aos vírus (PRSV e PMeV) utilizando a estratégia de RNAi. Para tal, embriões zigóticos da variedade Sunrise Solo foram cultivados em meio MS suplementado com 2,4- D para indução de embriogênese somática, e em meio MS suplementado com TDZ para indução de organogênese. Ambos explantes induzidos foram bombardeados com o plasmídeo pAPRNAi2, que contêm o cassete de RNAi para os dois vírus. A seleção das células embriogênicas e organogênicas transformadas por biobalística foi realizada por subcultivos sucessivos em meio contendo o herbicida glifosinato de amônio (GA), que resultou em embriões somáticos e brotos resistentes. A análise da expressão da enzima PAT (Phosphinotricina Acetil Transferase) pelo imuno teste de fluxo lateral confirmou a natureza transgênica do material bombardeado resistente ao GA. Embriões somáticos resistentes foram regenerados em meio de maturação e germinação, sem o agente seletivo, e após o enraizamento as plântulas foram aclimatadas. Enquanto que os brotos resistentes a glifosinato estão sendo induzidos para enraizamento e serão futuramente aclimatados em casa de vegetação. Ambas as estratégias foram viáveis para introdução de genes exógenos em células de mamoeiro.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2013. _____________________________________________________________________________ Texto parcialmente liberado pelo autor.
Aparece na Coleção:Agronomia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons