Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/757
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_AlexandreMattosFreitas.pdf158,67 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise da percepção dos colaboradores acerca das mudanças provocadas pela criação da universidade corporativa em uma instituição financeira
Autor(es): Freitas, Alexandre Mattos de
Orientador(es): Faria, Maria de Fátima Bruno de
Assunto: Universidade corporativa
Aprendizagem organizacional
Desenvolvimento profissional
Educação corporativa
Data de apresentação: 7-Jul-2009
Data de publicação: 25-Nov-2009
Referência: FREITAS, Alexandre Mattos de. Análise da percepção dos colaboradores acerca das mudanças provocadas pela criação da universidade corporativa em uma instituição financeira. 2009. 49 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo geral avaliar, por meio da percepção dos funcionários de uma Instituição Financeira, o funcionamento de sua Universidade Corporativa (UC). O conceito adotado no estudo para UC é o de Meister (1999, p.29), que a define como “um guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias empresariais da organização”. Foi realizada uma pesquisa descritiva, envolvendo a utilização da abordagem qualitativa e quantitativa. A primeira foi feita por meio da análise documental para verificar o que a alta administração busca com a UC, e a segunda se deu com a aplicação de questionários validados estatisticamente junto aos colaboradores de uma agência bancária dessa Instituição. O resultado da análise de documentos apontou que o objetivo da UC é ser percebida pelos funcionários como um importante espaço de desenvolvimento pessoal e profissional, contribuir para intensificar o relacionamento do Banco com a sociedade e o mercado, bem como para contribuir com a ampliação dos negócios e desenvolver o capital intelectual da organização. O resultado da aplicação dos questionários mostrou que os colaboradores concordam de maneira geral que a UC gera uma vinculação entre os indivíduos e a estratégia organizacional, adota com sucesso o modelo de gestão por competências e cria um estímulo à educação continuada. Concluiu-se que os colaboradores dessa organização percebem a UC de maneira semelhante àquela proposta pela área de Gestão de Pessoas, excetuando-se os fatores relacionados ao fato da UC provocar um aumento de visibilidade interna e externa da empresa e de promover uma relação de parceria com as tradicionais instituições de ensino. Recomenda-se para futuros estudos que haja uma amostra ampliada e mais diversificada e que seja realizada uma pesquisa qualitativa após a obtenção dos resultados pelo questionário para um aprofundamento das razões de não percepção das ações de uma UC.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.