Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/7225
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_CristinaPereiraBatista.pdf1,67 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Luta pela educação no acampamento e no Assentamento Vale da Esperança
Autor(es): Batista, Cristina Pereira
Orientador(es): Queiroz, João Batista Pereira de
Assunto: Educação do campo
Assentamentos rurais
Direito à educação
Reforma agrária
Data de apresentação: 17-Dez-2013
Data de publicação: 25-Mar-2014
Referência: BATISTA, Cristina Pereira. Luta pela educação no acampamento e no Assentamento Vale da Esperança. 2013. viii, 36 f., il. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2013.
Resumo: A luta pela terra é um importante desafio na reforma agrária, os assentamentos rurais brasileiros são frutos de intensas lutas pela reforma agrária promovida pelos trabalhadores rurais, à luta pela educação, saúde, créditos, moradia e outros caminham junto, para que se concretize a reforma agrária no Brasil. Este trabalho tem como objetivo resgatar a memória de luta pela educação no Assentamento Vale da Esperança, no município de Formosa, Estado de Goiás. Espero com a pesquisa, contribuir para formação de jovens do campo e no processo pedagógico dos educadores, fazendo com que a relação escola e comunidade se internalizem. A base teórica da pesquisa é formada por um breve estudo sobre a Educação do Campo, pois, o mesmo se localiza no meio rural. A metodologia utilizada envolveu a revisão bibliográfica, análise do Projeto Político Pedagógico da escola, Atas das associações, registros feito por moradores. Portanto com a realização deste trabalho, percebo inúmeros desafios que houve durante a luta e conquista pela educação no Assentamento Vale da Esperança. Entre esses desafios que a escola e a comunidade passam, são decorrentes de alguns fatores, que são: os fatores políticos, pedagógicos e sociais. O maior desafio é organizar grupos de estudo para discutir métodos sobre educação do campo, para que o assentamento e a escola tenham conhecimento dos direito em relação à Educação do Campo. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
The struggle for land is a major challenge in the agrarian reform, the Brazilian rural settlements are the result of intense struggles for agrarian reform promoted by rural workers, the struggle for education, health, credit, housing, and others walk along to the materialization of the land reform in Brazil. This paper AIMS to reclaim the memory of the struggle for education in the Settlement of Hope Valley, in the municipality of Formosa, Goiás State I hope to research, Contribute to the formation of rural youth and educators in the pedagogical process, Causing respect the school and community to internalize. The theoretical basis of the research Consists of a brief study on Rural Education, Therefore, the same is located in the countryside. The methodology Involved the literature review, analysis of Pedagogical Political School Project, Proceedings of the associations, records done by locals. So with this work, I realize there were many challenges During the struggle and conquest by education Settlement in Vale of Hope. Among the challenges the school and the community are, are due to some factors, Which are: political , educational and social factors. The biggest challenge is to organize study groups to discuss methods on rural education, so that the settlement and the school are aware of the law in relation to the Field Education.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2013.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons