Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/7010
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_KhemilyCristinaPaulaSoares.pdf929,77 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Acesso, adesão e racionalidade do tratamento medicamentoso de pessoas com diabetes mellitus em unidade de saúde em Ceilândia : Programa Doce Desafio
Outros títulos: Access, adherence and rationality of drug treatment of people with diabetes mellitus
Autor(es): Soares, Khemily Cristina Paula
Orientador(es): Meiners, Micheline Marie Milward de Azevedo
Assunto: Diabetes - tratamento
Medicamentos - utilização
Serviços de saúde
Data de apresentação: 27-Nov-2013
Data de publicação: 3-Fev-2014
Referência: SOARES, Khemily Cristina Paula. Acesso, adesão e racionalidade do tratamento medicamentoso de pessoas com diabetes mellitus em unidade de saúde em Ceilândia: Programa Doce Desafio. 2013. 62 f., il. Monografia (Bacharelado em Farmácia)—Universidade de Brasília, Ceilândia-DF, 2013.
Resumo: O Diabetes Mellitus (DM) é um problema de saúde pública em virtude da sua alta prevalência. O DM tipo 2 (DM2) é o que tem maior prevalência na população e seu tratamento exige mudanças no estilo de vida e, se necessário, o uso de medicamentos. O tratamento medicamentoso envolve aspectos como o acesso, adesão e uso racional de medicamentos (URM), sendo assim este estudo teve como objetivo descrever o acesso e o gasto com medicamentos de 27 participantes do Programa Doce Desafio (PDD) do Centro de Saúde nº 3 em Ceilândia e analisar a relação entre acesso e adesão ao tratamento e a racionalidade terapêutica utilizando como critérios: posologia, relato de reações adversas e presença de possíveis interações medicamentosas (PIM’s). Os resultados deste estudo mostram que a obtenção de medicamentos ocorreu principalmente pela dispensação em Unidade de Saúde ou pela aquisição pelo próprio participante. Quanto à adesão, 74% relataram aderir ao tratamento proposto. A dosagem de cada medicamento mostrou-se adequada, entretanto aproximadamente 40% das pessoas já apresentaram alguma reação adversa. As PIM’s podem ser evidenciadas em 55,5% dos participantes, sendo a maioria de gravidade moderada. Apesar dos resultados positivos de acesso, necessita-se de estratégias para melhorar este aspecto e também para o URM já que o relato de reações adversas e as PIM’s mostraram-se elevadas. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
Diabetes Mellitus (DM) is a public health problem because of its high prevalence. DM type 2 (DM2) is that has the most prevalent in the population and its treatment requires changes in lifestyle and, if necessary, the use of medicaments. Medicative treatment involves aspects such as access, adherence and rational use of medicaments (URM), so this study aimed to describe the access and the medicament spending of 27 participants of the Sweet Challenge Program (PDD) of the Health Center Nº. 3 in Ceilândia and to analyze the relationship between access and adherence to treatment and the therapeutic rationality using as criteria: dosage, reports of adverse reactions and the presence of possible medicative interactions (PIM's). The results of this study show that the medicament obtainment occurred mainly by the dispensation in Health Unit or by the acquisition of the participant. Regarding to adherence, 74% reported adhering to the proposed treatment. The dosage of each medicament was adequate, however approximately 40% of people have had an adverse reaction. The PIM's can be evidenced in 55.5% of participants, with the majority of moderate severity. Despite the positive results of access, there is a need for strategies to improve this aspect and also to the URM as the reporting of adverse reactions and PIM's were high.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Farmácia, 2013.
Aparece na Coleção:Farmácia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons