Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/6921
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_ThalitaGomesDosAnjos.pdf487,47 kBAdobe PDFver/abrir
Título: A benção terapêutica : vivência de um campo relacional
Autor(es): Anjos, Thalita Gomes dos
Orientador(es): Guimarães, Sílvia Maria Ferreira
Assunto: Representações sociais
Medicina popular
Etnologia
Terapêutica
Benzedeiras
Data de apresentação: 20-Dez-2013
Data de publicação: 28-Jan-2014
Referência: ANJOS, Thalita Gomes dos. A benção terapêutica: vivência de um campo relacional. 2013. 47 f. Monografia (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: O estudo foca nas representações sociais de benzedeiras(ores), sobre o pensar e o viver desse grupo social. Nesse sentido, trata-se de uma tentativa de compreensão da realidade social a partir do ponto de vista dessas pessoas. Esta produção analisa a benzeção como prática terapêutica, isto é, como uma forma de cuidado de pessoas que utilizam da oração para cura de males, doenças físicas, sociais e espirituais. O intuito da pesquisa é compreender como opera o regime de saberes de benzedeiras/benzedores, a forma como um sistema religioso se torna um sistema terapêutico. Trata-se de um estudo de cunho etnográfico, qualitativo, compreendendo o segundo semestre de 2012 ao segundo semestre de 2013. Os sujeitos são dois benzedores – uma benzedeira e um benzedor - que fazem uso da prática terapêutica da benzeção, e quatro sujeitos que utilizam da terapêutica da benzeção para cura de males, no município de Unaí, Minas Gerais. A pesquisa se desenvolveu a partir das seguintes categorias: a) A história de Dona Adma; b) A historia de Seu Zé; c) As histórias dos usuários da benzeção. As representações da benzeção estão interligadas no sagrado, na fé e na necessidade de acoplamento do indivíduo com o divino, em dimensões individuais e social. As (os) benzedeiras(ores) podem servir de grande ajuda para o Sistema Único de Saúde, tanto como forma de tradutores, como de referenciadores dos serviços. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
The study focus on the social representations of healers, about the way of thinking and living of this social group. In this sense, it is an attempt to understand the social reality from the point of view of these people. This production examines the blessing as a therapeutic practice, a way of caring for people who use prayer to cure physical, social and spiritual diseases. The aim of the research is to understand how works the wisdom of healers, how a religious system becomes a therapeutic system. This is an ethnographic study, in a qualitative approach, comprising the second semester of 2012 to secund semester of 2013. The people in the research are two healers that use the practice of therapeutic blessing, and four individuals who use the therapy of blessing for the cure of illness, in the municipality of Unai, Minas Gerais. The research was developed using the following categories: a) Dona Adma's story b) Ze's story c) Stories of the users of blessing. The depictions of the sacred blessing are interconnected, in faith and need for engagement of the individual with the divine in individual and social dimensions. The faith healers can be a great help for the Health System, as translators, as well as referrers of the services.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Curso de Graduação em Saúde Coletiva, 2013.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva - Campus UnB Ceilândia



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons