Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/6351
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_VitorCoelhoDosSantos.pdf522,73 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Computador e internet na realidade das escolas do campo do município de Planaltina de Goiás
Autor(es): Santos, Vitor Coelho dos
Orientador(es): Castro, Wanessa de
Assunto: Ensino auxiliado por computador
Internet na educação
Educação do campo
Inclusão digital
Data de apresentação: 16-Jul-2013
Data de publicação: 17-Out-2013
Referência: SANTOS, Vitor Coelho dos. Computador e internet na realidade das escolas do campo do município de Planaltina de Goiás. 2013. vii, 46 f. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2013.
Resumo: Este trabalho de pesquisa tentou realizar uma discussão acerca do uso do computador e Internet na educação, principalmente na realidade das escolas do campo do município de Planaltina-GO. Um ponto importante ligado a esta temática é a formação continuada dos educadores para que estes possam articular essas tecnologias com o processo de ensino-aprendizagem. Construir uma educação que leve em consideração a realidade dos sujeitos envolvidos é um grande desafio, assim como a implantação de políticas públicas de inclusão digital nas escolas do campo. Assim, este estudo buscou compreender como as escolas do campo estão inseridas nesse processo de avanço tecnológico, como as políticas públicas de inclusão digital estão sendo implantadas nessas escolas e se os educadores estão sendo preparados para articular o computador e a Internet no seu trabalho pedagógico. Outro ponto importante foi analisar se o Programa Nacional de Informática na Educação atingiu seus objetivos e discutir junto aos gestores, que elementos dificultam ou impedem o uso do computador em processos educativos nas suas respectivas escolas. Em linhas gerais, a pesquisa nos mostrou que existem escolas sem gestão própria, o que gera deficiências pela falta de articuladores pedagógicos e institucionais; ausência ou deficiência de políticas públicas de inclusão digital para os povos do campo; falta de formação docente para uso do computador e Internet nos processos educativos; desconhecimento, por parte dos gestores, de projetos e programas do Governo Federal que possam beneficiar as escolas do campo; precariedade das escolas do campo em termos de infraestrutura, de comunicação e de inovação nos materiais didático-pedagógico; e carência de profissionais capacitados para realizar a manutenção das máquinas e do laboratório de informática.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2013.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons