Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/31167
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2021_MariliaEnikeMendoncaDaSilva_tcc.pdf1,11 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Sistema público de saúde de adultos e idosos indígenas : relato de experiência sobre o povo Kariri Xocó de Porto Real do Colégio – Estado de Alagoas, Brasil
Outros títulos: Public health system for indigenous adults and elderly : a case study of the Kariri-Xocó people of Porto Real do Colégio – Alagoas State, Brazil
Autor(es): Silva, Marília Enike Mendonça da
Orientador(es): Faustino, Andréa Mathes
Coorientador(es): Euzébio, Umberto
Assunto: Indígenas - atenção à saúde
Promoção da saúde
Educação em saúde
Serviços de saúde
Data de apresentação: 9-Nov-2021
Data de publicação: 23-Jun-2022
Referência: SILVA, Marília Enike Mendonça da. Sistema público de saúde de adultos e idosos indígenas: relato de experiência sobre o povo Kariri Xocó de Porto Real do Colégio – Estado de Alagoas, Brasil. 2021. 39 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Enfermagem) — Universidade de Brasília, Brasília, 2021.
Resumo: Introdução: O povo Kariri Xocó tem origem de uma recente fusão étnica, ocorrida há cerca de 100 anos, vivem na região do Baixo São Francisco, no município de Porto Real do Colégio, Alagoas, o mesmo, fica na divisa da cidade sergipana de Propriá, as duas cidades estão ligadas por uma ponte que serve de eixo entre a região sul de Alagoas e o norte sergipano.O Polo Base Kariri Xocó, foi fundado em 15 de maio de 2014. Objetivos: Descrever aspectos relacionados à estrutura e funcionamento do sistema de saúde do povo Kariri Xocó de Porto Real do Colégio, Alagoas, Brasil, apresentar o perfil da população adulta e idosa e dos profissionais de saúde junto ao povo Kariri Xocó de Porto Real do Colégio, Alagoas, Brasil com foco nas redes de cuidados tradicionais e discutir aspectos do cotidiano e a relação com o serviço de saúde oferecido à população, como também os impactos na vida da comunidade Kariri Xocó. Método:Trata-se de estudo descritivo, com abordagem qualitativa, narrativa do tipo relato de experiência, do que foi vivenciado por uma acadêmica do Curso de Enfermagem da Universidade de Brasília, indígena e pertencente ao povo Kariri Xocó. Resultados: Em relação à estrutura física destaca-se a presença de uma estrutura para o atendimento de saúde para a comunidade, construída em alvenaria com coberturas de telhas, além de veículos de apoio para o transporte de pacientes e profissionais de saúde. Quanto a equipe que presta atendimento no serviço tanto da área de saúde quanto de apoio é composta por indígenas e não indígenas, totalizando 38 funcionários, dos quais 30 são indígenas e 8 não indígenas. Em relação ao número de adultos e idosos na comunidade, estes representam cerca de 52% entre os adultos e 23% de pessoas idosas. Apesar de existir a estrutura de saúde na comunidade e a presença de profissionais de saúde, estes atualmente são insuficientes para atender todas as demandas que o povo Kariri Xocó necessita, há um déficit importante quanto ao número de médicos, enfermeiros e, além disto, faltam programas estruturados que possam atender de forma específica a comunidade no que tange a Saúde da Mulher, Saúde do Idoso e Saúde Mental em especial. Conclusão: Por meio dessa pesquisa foi possível compreender a importância da rede de apoio para este povo, tornando um elemento importante frente ao fortalecimento dos saberes e cuidados tradicionais, bem como na promoção e prevenção de saúde. É perceptível a necessidade de um elo maior por parte dos profissionais de saúde que atuam frente a saúde indígena, como forma de inclusão em seus planos de cuidados, para que haja um planejamento de cuidados de acordo com a singularidade, crenças de saúde e assim, alcançar melhor adesão e resultados.
Abstract: Introduction: The Kariri Xocó people come from a recent ethnic fusion, which took place about 100 years ago, they live in the Baixo São Francisco region, in the municipality of Porto Real do Colégio, Alagoas, located on the border of the Sergipe city of Propriá , the two cities are connected by a bridge that serves as an axis between the southern region of Alagoas and northern Sergipe. The Kariri Xocó Base Pole was founded on May 15, 2014. Objectives: Describe aspects related to the structure and functioning of the system of the Kariri Xocó people of Porto Real do Colégio, Alagoas, Brazil, present the profile of the adult and elderly population and health professionals with the Kariri Xocó people of Porto Real do Colégio, Alagoas, Brazil with a focus on traditional care networks and discuss aspects of daily life and the relationship with the health service offered to the population, as well as the impacts on the life of the Kariri Xocó community. Method: This is a descriptive study, with a qualitative approach, narrative of the experience report type, of what was experienced by an indigenous student from the Nursing Course at the University of Brasília, belonging to the Kariri Xocó people. Results: Regarding the physical structure, the presence of a structure for health care for the community, built in masonry with tile roofs, stands out, as well as support vehicles for the transport of patients and health professionals. As for the team that provides care in the service both in the area of health and support, it is composed of indigenous and non-indigenous people, totaling 38 employees, of which 30 are indigenous and 8 non-indigenous. In relation to the number of adults and elderly people in the community, they represent about 52% of adults and 23% of elderly people. Despite the existence of a health structure in the community and the presence of health professionals, they are currently insufficient to meet all the demands that the Kariri Xocó people need. structured programs that can specifically serve the community with regard to Women's Health, Elderly Health and Mental Health in particular. Conclusion: Through this research, it was possible to understand the importance of the support network for these people, making it an important element in the strengthening of traditional knowledge and care, as well as in the promotion and prevention of health. The need for a greater link on the part of health professionals who work with indigenous health is noticeable, as a way of inclusion in their care plans, so that there is a care planning in accordance with the uniqueness, health beliefs and so, achieve better adherence and results.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação) — Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2021.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.