Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/31165
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2021_LeticiaFelixDeSouza_tcc.pdf634,97 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Experiência do enfermeiro no cuidar da criança com câncer e família : síntese de evidências qualitativas
Autor(es): Souza, Letícia Felix de
Orientador(es): Silveira, Aline Oliveira
Assunto: Câncer - pacientes e família
Câncer - aspectos psicológicos
Enfermeiros
Data de apresentação: 9-Nov-2021
Data de publicação: 23-Jun-2022
Referência: SOUZA, Letícia Felix de. Experiência do enfermeiro no cuidar da criança com câncer e família: síntese de evidências qualitativas. 2021. 53 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Enfermagem) — Universidade de Brasília, Brasília, 2021.
Resumo: Introdução: O câncer infantojuvenil, oposto às vias de desenvolvimento do câncer no adulto, é de origem embrionária e acomete principalmente os tecidos de sustentação e células sanguíneas, sendo os mais comuns entre a faixa etária de 1 a 19 anos a leucemia , os do sistema nervoso central e os linfomas . Para um cuidado eficaz e de qualidade a equipe deve ser multiprofissional e ter embasamento técnico científico, humanizado, sensível, compreensível capazes de alcançar aspectos espirituais e biopsicossociais da criança desde o diagnóstico até o processo de reinserção social após o término do tratamento. Desse modo, torna-se relevante conhecer as experiências dos enfermeiros e as intervenções que promovem o enfrentamento positivo na criança com câncer e sua família. Objetivo: realizar uma síntese de evidências qualitativas sobre as experiências de enfermeiros no cuidado à criança com câncer e sua família. Metodologia: Adotou-se método de revisão sistemática qualitativa do Instituto Joanna Briggs (JBI). As buscas foram realizadas nas bases de dados CINAHL com Texto Completo (EBSCO), PUBMED, SciELO e Elsevier (SCOPUS). Os critérios de inclusão foram estudos qualitativos sobre experiências de enfermeiros com o fenômeno do cuidado centrado na criança com câncer e família. Resultados: Inicialmente foram encontrados 936 estudos, com os critérios de inclusão e processo de extração de dados, a quantidade final foi de 36 estudos. Houve a identificação de 3 grandes categorias: o contexto da criança com câncer na percepção do enfermeiro; o estabelecimento das relações terapêuticas e o processo do cuidar; e a percepção do papel de enfermeiro oncopediatra, que tem como temáticas centrais relações éticas e morais no serviço, reações emocionais ao tratamento e sugestões de melhoria no serviço. Conclusão: conclui-se que a experiência do cuidar da criança com câncer vai além dos protocolos institucionais, é intensa e humanizada, provocando reações emocionais tanto no profissional de enfermagem quanto na família e na criança. O cuidado promovido pelo enfermeiro oncopediatra e a elaboração do plano de cuidado é centrado na criança e na família. A comunicação honesta e aberta é essencial no estabelecimento de vínculos de confiança, redução dos níveis de ansiedade e promoção da educação em saúde.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação) — Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2021.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.