Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/30949
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2021_FabianneDeCastroTeixeira_tcc.pdf356,05 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O uso da medicina tradicional no enfrentamento à COVID-19: uma experiência do povo Puyanawa
Autor(es): Teixeira, Fabianne de Castro
Orientador(es): Hoefel, Maria da Graça Luderitz
Coorientador(es): Constant, Jósimo da Costa
Assunto: Covid-19
Indígenas
Povos indígenas
Povo Puyanawa
Indígenas - práticas tradicionais
Indígenas - medicina tradicional
Data de apresentação: 11-Mai-2021
Data de publicação: 13-Jun-2022
Referência: TEIXEIRA, Fabianne de Castro. O uso da medicina tradicional no enfrentamento à COVID-19: uma experiência do povo Puyanawa. 2021. 55 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2021.
Resumo: Desde a década de 70, a OMS começa a reconhecer a importância do uso da medicina tradicional em comunidades tradicionais, assim como a implantação em sistemas de saúde. As práticas tradicionais indígenas sofreram proibições durante o processo de colonização, sendo resgatadas durante o período de legalização constitucional dos direitos indígenas. Para estes povos, o uso da medicina tradicional está relacionado diretamente à preservação da cultura e a indissociabilidade dela com o direito ao território, a relação com a natureza e os saberes ancestrais. A presente pesquisa buscou conhecer a experiência do povo Puyanawa com o uso da medicina tradicional para o enfrentamento da COVID-19. Em meio a perdas e aumento de número de casos de COVID-19 entre os indígenas, o povo Puyanawa se voltou ao seu saber ancestral e retomou práticas tradicionais como forma de fortalecimento de seus corpos e união da comunidade. O uso da medicina tradicional é um conjunto de práticas culturais relacionadas à cura de doenças mas também à valorização e fortalecimento de todos saberes ancestrais frente a uma pandemia.
Abstract: Since the 1970s, who has been beginning to recognize the importance of using traditional medicine in traditional communities, as well as the implementation of health systems. Traditional indigenous practices were banned during the colonization process, being rescued during the period of constitutional legalization of indigenous rights. For these peoples, the use of traditional medicine is directly related to the preservation of culture and its inseparability with the right to the territory, the relationship with nature and ancestral knowledge. This research sought to know the experience of the Puyanawa people with the use of traditional medicine to confront COVID-19. Amid losses and an increase in the number of cases of covid among the indigenous, the Puyanawa people turned to their ancestral knowledge and resumed traditional practices as a way of strengthening their bodies and community unity. The use of traditional medicine is a set of cultural practices related to the cure of diseases but also to the valorization and strengthening of all ancestral knowledge in the face of a pandemic.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Saúde Coletiva, 2021.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.