Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/30031
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2020_YasminBezerraDeSousa_tcc.pdf1,09 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Capacitação em suporte básico de vida : desafio simulado para profissionais da atenção primária à saúde
Autor(es): Sousa, Yasmin Bezerra de
Orientador(es): Magro, Marcia Cristina da Silva
Assunto: Atenção primária à saúde
Enfermeiros
Profissionais de saúde
Parada cardíaca
Capacitação profissional
Autoconfiança
Data de apresentação: 27-Ago-2020
Data de publicação: 25-Fev-2022
Referência: SOUSA, Yasmin Bezerra de. Capacitação em suporte básico de vida: desafio simulado para profissionais da atenção primária à saúde. 2020. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Resumo: Objetivo: Verificar a efetividade da simulação, enquanto estratégia mediadora do processo de capacitação, na melhoria do conhecimento e da autoconfiança para atuação em emergências, no cenário da Atenção Primária à Saúde. Método: Estudo quase experimental não equivalente de abordagem quantitativa, desenvolvido em Unidades Básicas de Saúde da Região Oeste de Brasília, Distrito Federal. Participaram desse estudo 15 profissionais (enfermeiro, técnico de enfermagem, dentista, técnico de saúde bucal, fisioterapeuta, técnico administrativo) atuantes na Atenção Primária de Saúde. Para a coleta de dados adotou-se um questionário pré e pós teste para a caracterização siociodemográfica e relacionado ao conhecimento sobre parada cardiorrespiratória. Também aplicou-se a escala de autoconfiança. Foi considerado significativo resultado com p<0,05. Resultados: Predomínio de profissionais do sexo feminino (86,7%), idade entre 41-50 anos (40%) com 5 a 10 anos de tempo de exercício profissional (33,3%). Houve uma melhora significativa de conhecimento imediato sobre suporte básico de vida (p=0,04) e da autoconfiança (p=0,004) do período inicial ao final. Conclusão: Constatou-se que a simulação, enquanto estratégia de capacitação, contribuiu significativamente tanto para melhora de conhecimento como de autoconfiança dos profissionais em Suporte Básico de Vida em cardiologia, especialmente no atendimento de uma parada cardiorrespiratória.
Abstract: Objective: To verify the effectiveness of the simulation, as a mediating strategy of the training process, in improving knowledge and self-confidence to work in emergencies, such as cardiorespiratory arrest, in the primary health care scenario. Method: Quasi-experimental, non-equivalent study with a quantitative approach, developed in Basic Health Units in the Western Region of Brasília, Federal District. Fifteen professionals (nurse, nursing technician, dentist, oral health technician, physiotherapist, administrative technician) who worked in Primary Health Care participated in this study. For data collection, a pre- and post-test questionnaire was adopted for the siociodemographic characterization and related to knowledge about cardiorespiratory arrest. The self-confidence scale was also applied. Results were considered significant with p<0.05. Results: Predominance of female professionals (86,7%), aged between 41-50 years (40%) with 5 to 10 years of professional practice (33,3%). There was a significant improvement in immediate knowledge about basic life support (p = 0.04) and self-confidence (p = 0.004) from the beginning to the end. Conclusion: It was found that the simulation, as a training strategy, contributed significantly both to the improvement of knowledge and self-confidence of professionals in Basic Life Support in cardiology, especially in the care of a cardiorespiratory arrest.
Resumén: Objetivo: Verificar la eficacia de la simulación, como estrategia mediadora del proceso de formación, en la mejora del conocimiento y la confianza en sí mismo para trabajar en situaciones de emergencia, como el paro cardiorrespiratorio, en el escenario de atención primaria de salud. Método: Estudio cuasiexperimental no equivalente con enfoque cuantitativo, realizado en Unidades Básicas de Salud en la Región Occidental de Brasilia, Distrito Federal. Quince profesionales (enfermero, técnico de enfermería, dentista, técnico de salud bucal, fisioterapeuta, técnico administrativo) que trabajaron en Atención Primaria de Salud participaron en este estudio. Para la recopilación de datos, se adoptó un cuestionario previo y posterior a la prueba para la caracterización siociodemográfica y relacionado con los conocimientos sobre el paro cardiorrespiratorio. También se aplicó la escala de autoconfianza. Los resultados se consideraron significativos con p<0.05. Resultados: Predominio de mujeres profesionales (86.7%), edad entre 41-50 años (40%) con 5 a 10 años de práctica profesional (33.3%). Hubo una mejora significativa en el conocimiento inmediato sobre el soporte vital básico (p = 0.04) y la autoconfianza (p = 0.004) desde el principio hasta el final. Conclusión: Se encontró que la simulación, como estrategia de formación, contribuyó significativamente tanto a la mejora del conocimiento como a la confianza en sí mismo de los profesionales del Soporte Vital Básico en cardiología, especialmente en el cuidado de un paro cardiorrespiratório.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, 2020.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.