Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/2898
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_AriMiguelAzevedoSilva.pdf292,5 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O Brasil e a política bilateral com a China : fortalecendo laços comerciais para ser reconhecido como principal parceiro internacional
Autor(es): Silva, Ari Miguel de Azevedo
Orientador(es): Sacerdote, Helena Célia de Souza
Albuquerque, Pedro Henrique Melo
Assunto: China - condições econômicas
Política comercial bilateral
Data de apresentação: 4-Dez-2010
Data de publicação: 13-Fev-2012
Referência: SILVA,Ari Miguel de Azevedo. O Brasil e a política bilateral com a China: fortalecendo laços comerciais para ser reconhecido como principal parceiro internacional. 2010 .58 f. Monografia (Bacharelado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: A República Popular da China tem procurado nos últimos anos promover novas parcerias para sustentar o ritmo acelerado de crescimento de sua economia, e o Brasil tem se mostrado um parceiro interessante para ajudá-los a alcançar esse objetivo. A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento de 2010 aponta a China como a segunda maior economia do planeta, enquanto o Brasil atinge a nona posição. O comércio entre as duas nações, de acordo com os dados da Secretaria de Comercio Exterior continua aumentando gradativamente, em média cerca de 40% ao ano. Esta pesquisa teve por hipótese central que o Brasil detém as condições necessárias para se tornar o parceiro preferencial da China, atendendo suas necessidades de insumos para o desenvolvimento econômico e vice-versa. O objetivo geral deste estudo foi analisar a atual política comercial bilateral brasileira com a China e verificar se os esforços do governo brasileiro estão voltados para que o Brasil se torne o parceiro preferencial da China. A pesquisa fez uso do método histórico, um dos métodos específicos das ciências sociais. Por meio deste método foi possível investigar acontecimentos, processos e instituições do passado para verificar a sua influência na sociedade de hoje, devendo ser classificada como descritiva e exploratória. Foi possível verificar que, tanto o Brasil quanto a China, podem beneficiar-se de acordos que patrocinem o livre comércio, assim como parcerias no campo técnico-científico, acadêmico e cultural, superando, assim, dificuldades decorrentes do desconhecimento dos valores que regem as duas culturas. Assim, é oportuno ao governo brasileiro promover as mais diversas atividades em nível bilateral que permitam maior intercâmbio com a China. Ficou percebida a necessidade de ações por parte do governo brasileiro em promover a capacitação e educação da mão-de-obra produtiva, assim como da tomada de medidas que promovam, de fato, uma parceira entre os dois países, não podendo acomodar-se, simplesmente, com o aumento progressivo atual do saldo comercial com a China. _________________________________________________________________________ ABSTRACT
The People's Republic of China has looked for in recent years to promote new partnerships to support the quickness of its economy rhythm of growth and Brazil shown itself an interesting partner to help them to reach it this aim. The United Nations 2010 Conference on Trade and Development points out that China already is the second biggest economy of the planet, while Brazil is in the ninth position. Trade between the two nations, in accordance with the Brazilian Foreign Exchange Secretariat , gradually continues increasing, on average, 40% a year. This research had as main hypothesis that Brazil has the necessary conditions to become the China preferential partner, as source of supplies for their economic development and vice versa. The main objective of this study was to analyze the current Brazillian bilateral commerce politics with China and to verify if the Brazilian government efforts are in the right hand to make Brazil to the Chinese, their preferential partner. The research was done using the historical method, the specific methods of social sciences. Thru this method, it was possible to research events, processes and institutions of the past to verify its influence in the current society, having to be classified as descriptive and exploratory. It was possible to verify that, Brazil, as much as China, can be benefited from free trade agreements, as well as partnerships in the technician-scientific, academic and cultural field, surpassing, thus, related difficulties of the ignorance of the values that govern the two cultures. Thus, it is opportune to the Brazilian government to promote the most diverse activities in bilateral level that allow greater interchange with China. It was perceived that Brazilian government must take actions to promote qualification and education of the productive workmanship, as well as real measures that promote, in fact, a partner between the two countries, not being stuck in the current comfortable situation of gradual increase of its commercial balance with China.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2010.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons