Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/2874
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_AlexZarkadasBrancoLindoso.pdf363,52 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Antifonte : acerca da verdade, da nómos a phýsis
Autor(es): Lindoso, Alex Zarkadas Branco
Orientador(es): Cornelli, Gabriele
Assunto: Antifonte
Filosofia antiga
Sufismo
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 13-Fev-2012
Referência: LINDOSO, Alex Zarkadas Branco. Antifonte: acerca da verdade, da nómos a phýsis. 2011. 60 f. Monografia (Bacharelado/Licenciatura em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: Inicia-se esta monografia com uma introdução histórico-crítica à filosofia de Antifonte, perpassando principalmente as recentes publicações que se referem à problemática reavivada da historiografia de Antifonte, especificamente as publicações de Gargarin, Penrick e, no Brasil, a obra de Bellintani. Problemática esta, caracterizada pela divergência e não pela resolução das teses unitaristas e separatistas do sofista e/ou ateniense do V século helênico Antifonte. Resultado das diversas faces, decorrentes da pluralidade do pensamento deste, ou quiçá, destes, sob a perspectiva dicotômica vislumbrada entre sofista e orador; entre um ideal de oligarquia e um de democracia. Diante desta ideia, a pesquisa não se deterá no aprofundamento da solução desta divergência histórica, mas sim no valor que esta querela agrega no pensar e interpretar o fragmento Acerca da Verdade. Por fim abordam-se as repercussões deste fragmento no pensar a lei como um acordo entre os homens, premissa estipulada na base do discurso. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The research begins with a historical and critical introduction to the philosophy of Antiphon, going over the mainly recent publications that refer to issues of historiography revived Antiphon, specifically the publications Gargarin, Penrick and in Brazil, the work of Bellintani This problem is characterized by divergence rather than resolution of unresolved separatist and unitarian theses, which stem from the various faces arising from the plurality of his thoughts, or perhaps of others, when focused under the duality between sophist and speaker, between the ideals of oligarchy and democracy. Departing from this idea, the research will not be limited by an attempt to go deeper into a solution to this historical divergence, but will be carried into the significance that this dispute adds to the thinking and interpretation of the fragment Concerning Truth. Finally, the paper evaluates the influences of that fragment to the thinking of law as an agreement between men, a premise that is set as the basis for the speech.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, 2011.
Aparece na Coleção:Filosofia - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons