Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/26608
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_LucasRijoDaSilva_tcc.pdf494,88 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O uso de histórias em quadrinhos na construção de uma sequência didática
Autor(es): Silva, Lucas Rijo da
Orientador(es): Cavalcanti, Eduardo Luiz Dias
Assunto: Ciências - estudo e ensino
Estratégias de ensino-aprendizagem
Química - estudo e ensino
Histórias em quadrinhos
Data de apresentação: 6-Dez-2019
Data de publicação: 4-Fev-2021
Referência: SILVA, Lucas Rijo da. O uso de histórias em quadrinhos na construção de uma sequência didática. 2019. vii, 43 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: Observa-se que o ensino de ciências nas escolas, da forma como é aplicado, valoriza a exposição de conteúdo, sustentando uma imagem idealizada e distante da realidade, omitindo muito fatores envolvidos no processo de desenvolvimento do conhecimento e na ciência como uma construção social, caracterizada por inimizades, omissões, conflitos e lutas, sendo influenciada por diferentes culturas. Muitas estratégias didáticas podem ser utilizadas pelos professores no ambiente de sala de aula afim de modificar esse cenário, tais como, aulas expositivas, debates e discussões em grupo, experimentação, elaboração de projetos, jogos e simulações, dentre outras. Nesse contexto as sequências didáticas surgem como uma estratégia de ensino que pode ser utilizada como facilitadora na compreensão dos alunos. Ao trabalhar com uma perspectiva lúdica ganha-se maiores opções, uma vez que o uso de atividades lúdicas no ensino não se prende apenas a perspectiva do movimento onde o objetivo é proporcionar o prazer por meio de jogos, brinquedos ou divertimento durante sua execução, concepção esta que esteve ligada a área por muitos anos. As HQs são elementos lúdicos que estimulam a criatividade e imaginação das crianças, quando bem utilizadas dentro do contexto proposto pelo professor podendo ser consideradas uma forma de leitura que trabalha com a percepção do leitor, por mesclar a leitura de palavra com imagens, quadros e balões, que no todo compõem a linguagem dos quadrinhos. Dentro do contexto escolar, essa dinamicidade na estrutura das HQs pode ser uma alternativa para romper a formalidade no ensino, sobretudo nas áreas de ciências. O uso das HQs no ensino de química pode ser uma alternativa para trabalhar e desenvolver conceitos de química e da ciência como um todo, por meio do lúdico, utilizando as estruturas especificas dos quadrinhos fazendo o leitor exercer tanto suas habilidades interpretativas verbais, assim como as visuais. Muitas barreiras são criadas no processo de aprendizado do aluno, por ele entender que a significação desse conteúdo está acima de suas capacidades. Portanto, ao ensinar ciências é necessário contextualizar a formação dos conceitos que muitas vezes são apresentados como fórmulas prontas, de forma que o aluno possa dar significado aquilo e no caso de retrospectivas históricas que ele seja capaz de entender como se desenvolve a formação do conhecimento. Trabalhando então a ciência e todos os seus conceitos como sendo criações humanas e não divindades imutáveis, os alunos podem começar a desenvolver certa percepção quanto a esse ponto. O uso de diferentes atividades pode permitir o engajamento dos estudantes possibilitando aos estudantes uma reflexão e visualização do processo de desenvolvimento do conhecimento e da própria ciência. Ao longo da aplicação dessa sequência didática, pode-se perceber que a maior parte dos estudantes apresenta uma imagem datada da produção científica, e quando questionados a respeito do conhecimento de cientistas, a grande maioria citou Albert Einstein, que embora tenha feito contribuições de imenso valor para a física, atualmente tem sua imagem veiculada como um ser midiático, cujo o rosto estampa capas de caderno, livros entre outros materiais, assim conhece-se a imagem, mas não o cientista.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Química



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.