Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/26578
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_MarissaLazioDosSantos_tcc.pdf535,25 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise do acesso ao mercado internacional para produtos do agronegócio brasileiro : banana, maçã e cacau
Autor(es): Santos, Marissa Lázio dos
Orientador(es): Oliveira, Susan Elizabeth Martins Cesar de
Assunto: Comércio exterior
Banana - cultivo
Competitividade agrícola
Exportação
Tarifas
Acordos internacionais
Data de apresentação: 2-Set-2019
Data de publicação: 3-Fev-2021
Referência: SANTOS, Marissa Lázio dos. Análise do acesso ao mercado internacional para produtos do agronegócio brasileiro: banana, maçã e cacau. 2019. 41 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Gestão de Agronegócios)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2019.
Resumo: O presente estágio foi realizado no projeto de pesquisa “Observatório da Competitividade Global do Agronegócio – GlobalAgro” coordenado pela professora Susan Elizabeth Martins Cesar de Oliveira na Faculdade de Planaltina/ UnB. O relatório tem como objetivo analisar a fundo o acesso a mercados externos de três produtos do agronegócio brasileiro: a banana, a maçã e o cacau. Para atingir esse objetivo foi utilizado de um referencial teórico para delinear o funcionamento do acesso a mercados, as implicações para tal acesso, bem como barreiras tarifárias e não-tarifárias, definições de integração econômica, um breve resumo histórico do surgimento da integração econômica, seus níveis de profundidade e a participação brasileira em acordos comerciais. Foram pesquisadas fonte primárias e secundárias, a fim de explorar o cenário de cada um dos três produtos em âmbito internacional e nacional e as barreiras enfrentadas pelo país no comércio internacional. Possibilitando analise sobre o acesso do agronegócio brasileiro ao mercado internacional, o reflexo das barreiras tarifárias e não-tarifárias enfrentadas pelo Brasil no comércio, bem como, as implicações em relação ao país possuir ou não acordos comerciais. Conclui-se que o Brasil exportou para poucos dos principais importadores globais dos três produtos em 2017, e sua participação em acordos com esses países é baixa, enquanto exportadores competidores possuem acesso privilegiado a estes mercados devido à participação em acordos preferenciais de comércio. Os destinos das exportações brasileiras têm se dado para países em que o Brasil possui algum tipo de acordo ou por meio da facilitação de acesso a mercados através da diminuição de barreiras tarifárias ou não-tarifárias. Sendo o agronegócio um setor de grande relevância para o Brasil, as negociações efetivas de acordos de comércio com grandes economias se fazem necessárias para um melhor acesso do país ao comércio internacional, bem como, a liberalização da economia doméstica para a entrada de novos exportadores, trazendo aos país mútuos benefícios.
Abstract: The present internship was carried out in the research project "GlobalAgro Global Competitiveness Observatory - GlobalAgro" coordinated by Professor Susan Elizabeth Martins Cesar de Oliveira at the Faculty of Planaltina / UnB. The report aims to analyze in depth the access to foreign markets of three Brazilian agribusiness products: bananas, apples and cacao. To achieve this objective, a theoretical framework was used to delineate the operation of market access, the implications for such access, as well as tariff and non-tariff barriers, definitions of economic integration, a brief historical summary of the emergence of economic integration, levels and the Brazilian participation in trade agreements. Primary and secondary sources were surveyed in order to explore the scenario of each of the three products at the international and national level and the barriers faced by the country in international trade. The analysis of the Brazilian agribusiness access to the international market, the reflection of the tariff and non- tariff barriers faced by Brazil in trade, as well as the implications in relation to the country to have or not trade agreements. It is concluded that Brazil exported to few of the main global importers of the three products in 2017, and its participation in agreements with these countries is low, while competing exporters have privileged access to these markets due to participation in preferential trade agreements. The destinations of Brazilian exports have occurred in countries where Brazil has some type of agreement or by facilitating access to markets through the reduction of tariff or non-tariff barriers. As agribusiness is a sector of great relevance for Brazil, effective negotiations of trade agreements with large economies are necessary for a better access of the country to international trade, as well as the liberalization of the domestic economy for the entry of new exporters, bringing mutual benefits to the country.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Gestão do Agronegócio



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.