Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/26351
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RayaneRodriguesGoncalves_tcc.pdfTrabalho de Conclusão de Curso (graduação)817,35 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Cárie e obesidade : um estudo de caso em escolares da escola classe 48 de Ceilândia-DF
Autor(es): Gonçalves, Rayane Rodrigues
Orientador(es): Cruvinel, Vanessa Resende Nogueira
Assunto: Obesidade em crianças
Cáries dentárias em crianças
Crianças - saúde e higiene
Data de apresentação: 6-Jul-2017
Data de publicação: 18-Jan-2021
Referência: GONÇALVES, Rayane Rodrigues. Cárie e obesidade: um estudo de caso em escolares da escola classe 48 de Ceilândia-DF. 2017. 57 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A obesidade e a cárie são consideradas doenças de grande impacto na saúde pública, especialmente em crianças, comprometendo a qualidade de vida e o bem-estar físico e social. Ambas são consideradas doenças crônicas que apresentam fatores de risco comuns ligados a maus hábitos alimentares. O estudo teve como objetivo verificar a relação entre o CPO-D (Número de dentes permanentes cariados, perdidos e obturados) e o IMC (Índice de massa corporal) em escolares na faixa etária de 05 a 12 anos no Centro Educacional 48 de Ceilândia/DF. Metodologia: A pesquisa caracterizou como epidemiológica analítica do tipo transversal, em que se avaliou a associação dos resultados de um levantamento epidemiológico das condições dentárias dessas crianças com o seu perfil antropométrico. A associação entre as variáveis foi analisada empregando-se o teste de Qui- quadrado ou exato de qui-quadrado, quando as frequências esperadas em mais de 20% eram menores do que 5. Considerou-se significativo p < 0,05. Resultados: A amostra contou com 112 crianças, sendo 57 do sexo feminino e 55 do sexo masculino, com idade variando entre 5 e 12 anos com media de 9,21 ± 1,69. Das crianças avaliadas, 34% estavam com sobrepeso ou obesidade e 41% apresentaram pelo menos um dente cariado. Quando associado cárie e medidas antropométricas os resultados mostraram que as crianças que apresentaram magreza 3 (75%) não possuíam cárie e 1 (25%) possuía cárie, 38 (54%) dos eutróficos não tinham cárie e 32 (46%) apresentavam cárie, das crianças que apresentaram sobrepeso e obesidade 25 (66%) não tinham cárie, enquanto 13 (34%) possuíam cárie, não havendo diferença significativa entre os grupos (p = 0,4862). A prevalência de cárie em pelo menos um dente foi significativamente maior em crianças na idade de 5 a 8 (57%) do que em crianças na idade de 9 a 12 (35%) p = 0,0424. Considerações finais: Os resultados não demonstraram uma relação entre obesidade e cárie, porém as duas patologias foram bastante prevalente nas crianças avaliadas. Assim, torna-se necessário políticas públicas voltadas para o estímulo de hábitos alimentares saudáveis para prevenir obesidade e, consequentemente, cárie o que promoverá em uma melhor qualidade de vida desta nova geração.
Abstract: Obesity and caries are considered diseases of great impact on public health, especially in children, compromising quality of life and physical and social well-being. Both are considered chronic diseases that present common risk factors related to eating habits. The objective of this study was to verify the relation between CPOD (number of decayed permanent teeth, lost and obturated) and BMI (body mass index) in schoolchildren aged 5 to 12 years at Educational Center 48 of Ceilândia / DF. Methodology: The research is characterized as analytical epidemiology of the transverse type. We evaluated the association of the results of an epidemiological survey of the dental conditions of these children with their anthropometric profile. The association between the variables was analyzed using the Chi-square test or the chi-square test, when the frequencies expected in more than 20% were smaller than 5. A p <0.05 was considered significant. Results: The sample had 112 children, 57 females and 55 males, ranging in age from 5 to 12 years, mean of 9.21 ± 1.69. Of the children evaluated, 34% were overweight or obese and 41% had at least one decayed tooth. When caries and anthropometric measures were associated, the results showed that children who presented thinness 3 (75%) had no caries and 1 (25%) had caries, 38 (54%) of the eutrophic did not have caries and 32 (46%) had caries With no significant difference between groups (p = 0.4862). The prevalence of caries in at least one tooth was significantly higher in children aged 5 to 8 (57%) than in children aged 9 to 12 (35%) p = 0.0424. Final considerations: The results did not show a relation between obesity and caries, but the two pathologies were quite prevalent in the children evaluated. Thus, it becomes necessary public policies aimed at stimulating healthy eating habits to prevent obesity and, consequently, caries, which will lead to a better quality of life for this new generation.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.