Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/26342
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_RayaneFerreiraSampaio_tcc.pdfTrabalho de Conclusão de Curso (graduação)983,12 kBAdobe PDFver/abrir
Registro completo
Campo Dublin CoreValorLíngua
dc.contributor.advisorAndrade, Priscila Almeida-
dc.contributor.authorSampaio, Rayane Ferreira-
dc.identifier.citationSAMPAIO, Rayane Ferreira. Práticas Integrativas e Complementares em Saúde em Escolares: uma reflexão sobre a saúde emocional dos estudantes. 2019. 51 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.pt_BR
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2019.pt_BR
dc.description.abstractAs PICS têm um papel cada vez mais importante nas ações educativas, pois suas intervenções tem como objetivo a prevenção de doenças no corpo e na mente e a melhoria da qualidade de vida. A realização desse estudo possibilita a contribuição para divulgar as vantagens e os benefícios que as PICS trazem como forma de cuidado e atividade alternativa. Este estudo tem como objetivo analisar as reportagens vinculadas na mídia eletrônica sobre as PICS como estratégia de promoção para à saúde emocional dos alunos nas escolas, divulgadas na internet no ano de 2016 a 2019. Trata-se de um estudo qualitativo e quantitativo de caráter exploratório, descritivo com base em fontes secundárias públicas disponíveis na internet, como publicações no facebook e notícias no google. Foram encontradas durante o período de 2016 a 2019, 14 reportagens, que foram consideradas o universo da pesquisa. As notícias analisadas são em sua maioria no ano de 2019 e os meses em que mais tiveram notícias foi junho e setembro. Foram citadas um total de 42 escolas, que realizam as práticas integrativas com os alunos. O estado que teve o maior índice de escolas que ofertam as práticas foi o Distrito Federal, com um total de 18 escolas, a maior faixa etária citadas nas reportagens são de 7 a 12 anos sendo um total de 41%. As PICS que é mais implementada nas escolas é a meditação com um percentual de 27%, pois com ela os alunos aprendem a lidar com os sentimentos e a ter maior familiarização das emoções, sendo a prática que mais ajuda com a saúde emocional deles. Diante desses e outros fatos as notícias encontradas e analisadas na mídia eletrônica apresentam informações relevantes quanto aos benefícios das práticas integrativas, dando uma visão positiva sobre as PICS na saúde emocional dos estudantes. Porém o assunto relacionado com o tema é pouco transmitido pela mídia e até mesmo pela própria área, a pesquisa revela que é preciso utilizar os meios de comunicação para divulgar suas ações efetivas.pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subject.keywordPráticas Integrativas e Complementares (Saúde)pt_BR
dc.subject.keywordPromoção da saúdept_BR
dc.subject.keywordSaúde mentalpt_BR
dc.subject.keywordEmoções nas criançaspt_BR
dc.subject.keywordMídia digitalpt_BR
dc.subject.keywordDesenvolvimento infantilpt_BR
dc.titlePráticas Integrativas e Complementares em Saúde em Escolares : uma reflexão sobre a saúde emocional dos estudantespt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Bachareladopt_BR
dc.date.accessioned2021-01-18T12:17:56Z-
dc.date.available2021-01-18T12:17:56Z-
dc.date.submitted2019-12-02-
dc.identifier.urihttps://bdm.unb.br/handle/10483/26342-
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.pt_BR
dc.description.abstract1PICS play an increasingly important role in educational actions, as their interventions aim to prevent disease in the body and mind and improve the quality of life. The realization of this study enables the contribution to publicize the advantages and benefits that PICS bring as a form of care and alternative activity. The aim of this study is to analyze the linked articles in the electronic media about PICS as a strategy for promoting the emotional health of students in schools, published on the Internet from 2016 to 2019. This is a qualitative and quantitative exploratory study. , descriptive based on public secondary sources available on the internet, such as facebook posts and news on google. During the period from 2016 to 2019, 14 reports were found, which were considered the research universe. The news analyzed is mostly in the year 2019 and the months with the most news were June and September. They were cited a total of 42 schools, which perform the integrative practices with students. The state that had the highest index of schools offering the practices was the Federal District, with a total of 18 schools, the largest age group cited in the reports are from 7 to 12 years, a total of 41%. The PICS that is most implemented in schools is meditation with a percentage of 27%, because with it students learn to deal with feelings and have greater control of emotions, being the practice that helps most with their emotional health. Given these and other facts, the news found and analyzed in the electronic media provide relevant information regarding the benefits of integrative practices, giving a positive view on PICS in the emotional health of students. However, the subject related to the theme is little transmitted by the media and even by the area itself, the research reveals that it is necessary to use the media to publicize their effective actions.pt_BR
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.