Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/25540
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_SavanaLorranePereiraAlves_tcc.pdf667,15 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise dos dados de vigilância da febre aftosa no Distrito Federal
Autor(es): Alves, Savana Lorrane Pereira
Orientador(es): Gonçalves, Vitor Salvador Picão
Assunto: Vigilância epidemiológica
Febre aftosa
Data de apresentação: 12-Jul-2019
Data de publicação: 9-Set-2020
Referência: ALVES, Savana Lorrane Pereira. Análise dos dados de vigilância da febre aftosa no Distrito Federal. 2019. xii, 18 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina Veterinária)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: Após alcançar o reconhecimento da erradicação da Febre Aftosa em todo o território nacional em 2018, o Brasil consolidou ainda mais o seu comércio pecuário. Entretanto, é necessário evoluir retirando gradativamente e regionalmente a vacinação para Febre Aftosa. Para isso, são necessários o acompanhamento e avaliação periódica das atividades realizadas pelo SVO para que os objetivos preconizados pelo Plano Estratégico sejam cumpridos e o Brasil alcance o status de livre sem vacinação até 2026. O sistema de vigilância para a febre aftosa tem como ações principais (1) o atendimento a notificação de suspeitas de doença vesicular; (2) visitas periódicas a propriedades com animais susceptíveis; (3) controle de trânsito de animais susceptíveis e de seus produtos e subprodutos; (4) fiscalização do comércio de vacina contra febre aftosa; (5) acompanhamento de todas as etapas de vacinação; e (6) desenvolvimento de estudos epidemiológicos gerenciados pelo MAPA. Esse trabalho teve o intuito de analisar os dados de vigilância para Febre Aftosa inseridas no Sistema Continental de Vigilância Epidemiológica (SivCont) pela Secretaria de Estado de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (SEAGRI) entre os anos de 2016 a 2018. Os dados foram retirados do relatório de ocorrências de suspeitas de síndrome vesicular, gerado pelo sistema, e compilados e processados com auxílio dos programas Excel 2010®, QGIS 2.18.1® e Stata 12 ®. No período em estudo houve 18 notificações, sendo cinco originadas pela própria vigilância, 11 por terceiros e duas pelos proprietários. A espécie bovina foi a que gerou mais notificações, com um total de 12 eventos registrados no sistema. Cinco notificações eram deequinos, enquanto os ovinos e os caprinos geraram1 notificação cada. A média do tempo entre o surgimento dos sinais clínicos e a notificação foi de 12 dias, sendo 75% notificados em até 14 dias. Três quartos dos atendimentos ocorreram em até 19 horas e três eventos foram feitos com mais de 24 horas após o recebimento da notificação. Houve coleta de material e envio ao laboratório para obtenção de diagnóstico em 11 casos registrados. O período entre a colheita e diagnóstico final teve média de 54 dias. Através desses resultados foi possível avaliar e discutir sobre aceitabilidade, proporção de suspeitas não fundamentadas e oportunidade. Devido ao curto período de levantamento e interpretação dos dados, não é possível concluir qual real situação do sistema de vigilância para Febre Aftosa no DF. Porém, um aumento a cada ano na quantidade vii de eventos sanitários,originadasprincipalmente pela vigilância ativa, demonstra que existe um esforço da SEAGRI em ativar maisnotificações, sendo necessário continuar investindo em educação sanitária para aproximar o produtor do órgão estadual, capacitando e conscientizando da responsabilidade diante a vigilância da doença e na detecção de sinais clínicos, contribuindo na otimização do tempo de ação e reação. As regiões do Gama com nenhuma notificação e Planaltina com apenas uma não se tratam de áreas de silêncio epidemiológico. Apesar de não haver registros formais no SivCont as atividades de vigilância ativa pelo SVE acobertam as áreas e sugere que o sistema esteja sensível caso o vírus seja reintroduzido. Houve uma melhora em relação ao ano de 2016 na quantidade de coletas com resultado laboratorial e diagnóstico diferencial, podendo ter relação com a melhora na capacidade que o veterinário oficial tem em fundamentar uma suspeita.O tempo entre a coleta e resultado laboratorial em 2018 foi reduzido em comparação ao ano de 2017 podendo ter relação com os envios de amostras estarem sendo feito diretamente pela SEAGRI. Osresultados e sugestões podem direcionar o serviço veterinário oficial na melhoria das atividades de vigilância para Febre Aftosa os pontos chaves de atuação para preparar seu serviço em avanços iminentes.
Abstract: After achieving recognition of the eradication of foot-and-mouth disease throughout the country in 2018, Brazil further consolidated its livestock trade. However, it is necessary to evolve gradually and regionally the vaccination for Foot-and-Mouth Disease. To this end, it is necessary to periodically monitor and evaluate the activities carried out by the SVO so that the objectives set by the Strategic Plan are fulfilled and Brazil reaches the status of free without vaccination until 2026. The surveillance system for foot-and-mouth disease has as main actions (1) compliance with notification of suspected vesicular disease; (2) periodic visits to properties with susceptible animals; (3) transit control of susceptible animals and their products and by-products; (4) inspection of trade in foot-and-mouth disease vaccine; (5) monitoring of all stages of vaccination; and (6) development of epidemiological studies managed by ABPM. The objective of this study was to analyze the surveillance data for FMD inserted in the Continental Epidemiological Surveillance System (SivCont) by the State Department of Agriculture, Supply and Rural Development of the Federal District (SEAGRI) from 2016 to 2018. data were collected from the report of suspected occurrences of vesicular syndrome, generated system, and compiled and processed using the Excel 2010®, QGIS 2.18.1® and Stata 12® programs. In the period under study there were 18 notifications, five of which originated from surveillance itself, 11 from third parties and two from owners. The bovine species was the one that generated the most notifications, with a total of 12 events registered in the system. Five notifications were from horses, while sheep and goats generated 1 notification each. The mean time between onset of clinical signs and notification was 12 days, with 75% reported within 14 days. Three quarters of the visits occurred within 19 hours and three events were made more than 24 hours after receipt of the notification. Material was collected and sent to the laboratory for diagnosis in 11 registered cases. The period between harvest and final diagnosis had an average of 54 days. Through these results it was possible to evaluate and discuss acceptability, the proportion of unsubstantiated suspicions and opportunity. Due to the short period of data collection and interpretation, it is not possible to conclude the actual situation of the FMD surveillance system in the Federal District. However, an increase every year in the number of health events, mainly due to active surveillance, shows that there is an effort by SEAGRI to activate more notifications, and it is necessary to ix continue investing in health education to bring the producer closer to the state body, training and raising awareness of surveillance of the disease and in the detection of clinical signs, contributing to the optimization of action time and reaction. The regions of Gama with no notification and Planaltina with only one are not areas of epidemiological silence. Although there are no formal records in SivCont, active surveillance activities by EVS cover the areas and suggest that the system is sensitive if the virus is reintroduced. There was an improvement over the year 2016 in the number of collections with laboratory results and differential diagnosis, meaning that the official veterinarian's ability to substantiate a suspicion increased and with the sample being sent directly by SEAGRI, the time between collection and laboratory results in 2018 were reduced compared to the year 2017. These results and suggestions could direct the official veterinary service in improving FMD surveillance activities to the key points of action to prepare its service in imminent progress.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar meu trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Medicina Veterinária



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.