Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/24351
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_SorayaGoncalvesBernardinodaSilva_tcc.pdf651,5 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Autonomia além da universidade : estudo de caso com estudantes de letras-japonês no nível intermediário
Autor(es): Silva, Soraya Gonçalves Bernardino da
Orientador(es): Mukai, Yûki
Assunto: Língua japonesa - estudo e ensino
Didática
Autonomia
Autodidatismo
Hábitos de estudo
Data de apresentação: 2-Jul-2019
Data de publicação: 20-Jul-2020
Referência: SILVA, Soraya Gonçalves Bernardino da. Autonomia além da universidade: estudo de caso com estudantes de letras-japonês no nível intermediário. 2019. x, 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Língua e Literatura Japonesa)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: A presente pesquisa se caracteriza como um estudo de caso que investiga as concepções de autonomia e hábitos de estudo de estudantes de Letras-Japonês do nível intermediário. Sendo assim, os objetivos desta pesquisa foram identificar as concepções e hábitos de estudar relacionados à autonomia por parte dos estudantes, identificar seus hábitos de estudo fora do ambiente universitário, bem como analisar a reflexão dos estudantes em relação às concepções de autonomia e os hábitos de estudo. Para isso, baseou-se nos seguintes autores que têm pesquisas relacionadas à autonomia: Leffa (2003), Moura Filho (2009), Nicolaides (2003) e hábitos de estudo: Carvalho (2010), Ferraz e Foltran (2014), Gomes e Torres (2005), Rodrigues e Ramos (2014). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, apresenta natureza descritiva e interpretativista e é caracterizado como um estudo de caso coletivo. Foram utilizados como instrumento de coleta de dados, o questionário misto e entrevista de grupo focal. A investigação desta pesquisa foi realizada em uma universidade pública do Distrito Federal do Brasil os participantes da pesquisa foram alunos da turma Japonês 5, de nível intermediário, do curso de Língua e Literatura Japonesa. Os resultados sugerem que os participantes entendem o conceito de autonomia como autodidatismo. Os alunos que não se consideram autônomos, afirmaram que necessitam de um professor para que possam ter autonomia em seus estudos. Os que se consideram autônomos justificam que não precisam que o professor os auxilie para estudar fora do ambiente universitário pois tem seus recursos, seja livros didáticos ou meios tecnológicos para suprir seus estudos. Esta pesquisa revelou que odos possuem o hábito de estudar a Língua Japonesa fora do ambiente acadêmico e todos afirmaram que estudam gramática, kanji e vocabulário. Suas ações em geral são o uso de livros didáticos, revisão de vocabulário, exercícios usando flashcards como o aplicativo Anki e utilização de mídias como Youtube. Por fim, foi constatado que os participantes relacionam tanto a autonomia quanto os hábitos de estudo ao autodidatismo.
Abstract: This research is characterized as a study case that investigates the conceptions of autonomy and study habits from intermediate level students of Japanese Language. Thus, the aims of this research was to identify students' conceptions and habits related to their autonomy, identify study habits outside the university environment, as well to analyze students' reflection regarding autonomy conceptions and study habits. Therefore, it was based on the following authors in which has related autonomy researches: Leffa (2003), Moura Filho (2009), Nicolaides (2003) and study habits: Carvalho (2010), Ferraz and Foltran (2014), Gomes and Torres (2005), Rodrigues and Ramos (2014). It is a qualitative research, presents a descriptive-interpretative nature and characterized as a collective study case. It were used as collection data tool, the mixed questionnaire and focal group interview. The inquire of this research was conducted in a public university in Federal District of Brazil and the participants were students from intermediate level of Japanese Language and Literature graduation. The results suggest that the participants understand the concept of autonomy as self- teaching. Students who do not consider themselves autonomous, have stated they need a teacher so they can have autonomy on their studies. Those who consider themselves autonomous, justifies they do not need the teacher to help them to study outside the university environment because they have their resources, as textbooks or technological means to supply their studies. Everyone has a habit of studying the Japanese language outside the academic environment and everyone has stated they study grammar, kanji and vocabulary. Its general actions are the use of textbooks, vocabulary revision, exercises using flashcards such as the app Anki and use of medias as Youtube. Finally, it was verified that the participants relate both autonomy and study habits to self-teaching.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Letras - Japonês



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.