Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/2421
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_FelipeSousaXavierdeLima.pdf248,94 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Diplomacia e autonomia : análise dos governos Geisel, FHC e Lula
Autor(es): Lima, Felipe Sousa Xavier de
Orientador(es): Vidigal, Carlos Eduardo
Assunto: Autonomia
Brasil - relações exteriores
Brasil - política e governo 1974-1979
Brasil - política e governo 1995-2002
Brasil - política e governo 2003-2010
Data de apresentação: 2011
Data de publicação: 12-Jan-2012
Referência: LIMA, Felipe Sousa Xavier de. Diplomacia e autonomia: análise dos governos Geisel, FHC e Lula. 2011. 51 f. Monografia (Especialização em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da política exterior brasileira à luz dos conceitos de “autonomia pela distância”, “autonomia pela participação” e “autonomia pela diversificação”, conforme enunciados por seus respectivos autores. O estudo busca verificar a adequação desses conceitos e suas aplicações nos respectivos períodos para os quais foram formulados, com ênfase nos mandatos dos presidentes que receberam maior número de análises pela literatura especializada, quais sejam, Ernesto Beckmann Geisel, Fernando Henrique Cardoso e Luís Inácio Lula da Silva. As linhas de conduta diplomática e o factual histórico serão confrontados com os conceitos, de forma a permitir averiguar a contribuição destes para a caracterização dos períodos a que se referem. Evidencia-se, por meio do estudo, que os referidos conceitos representam uma importante ferramenta para conferir inteligibilidade à linha de conduta diplomática brasileira, quando se considera a autonomia como referencial de balizamento. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The aim of this monograph is to analyze the evolution of the Brazilian foreign policy under the perspective of the concepts “autonomy through distance”, autonomy through participation” and “autonomy through diversification”, in agreement with the proposition of their respective authors. The study seeks to verify the adequacy of these concepts and their use in the periods they have been formulated for, emphasising the tenures of those presidents who have been object of the majority of the analyses by the specialized literature, namely, Ernesto Beckmann Geisel, Fernando Henrique Cardoso and Luís Inácio Lula da Silva. The keynotes of the diplomatic conduct and the historical facts shall be confronted with the previous concepts, enabling to examine their contribution for the characterization of those periods to which they refer. It can be concluded from this study that the concepts under consideration represent an import tool in order to confer intelligibility to the Brazilian diplomatic trend, when autonomy is taken as a baseline.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Programa de Pós-Graduação em Relações Insternacionais, XII Curso de Especialização em Relações Internacionais, 2011.
Aparece na Coleção:Relações Internacionais - Especialização



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.