Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/24148
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_LucasAntonioMazocco.pdf449,74 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação de genótipos de aveia preta (Avena strigosa Schreb.) para produção de forragem no bioma cerrado
Autor(es): Mazocco, Lucas Antônio
Orientador(es): Mendes, Clayton Quirino
Assunto: Agropecuária
Forragem
Plantas forrageiras
Pastagens
Data de apresentação: 2019
Data de publicação: 2-Jun-2020
Referência: MAZOCCO, Lucas Antônio. Avaliação de genótipos de aveia preta (Avena strigosa Schreb.) para produção de forragem no bioma cerrado. 2019. 33 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Resumo: A estacionalidade na produção de forragens é um entrave na adequada nutrição dos animais e resulta na baixa produtividade da pecuária instalada no bioma cerrado. Dentre as alternativas para minimizar esse problema o produtor pode utilizar forrageiras de inverno, como a aveia. Objetivo deste estudo foi avaliar a produção de forragem de genótipos de aveia preta (Avena strigosa Schreb) para produção de forragem na época seca do ano. O delineamento foi em blocos casualizados, com quatro repetições - parcelas de 1,0 m x 4 m, com espaçamento entre linhas de 0,20 m. Foram avaliados nove genótipos de aveia preta - Avena strigosa: IAPAR 61 Ibiporã, IPR Cabocla, UPFA 21-Moreninha, UPF 134, F 2008/2- 1-3, F 2008/10-1-3, Alpha 1608, Alpha 1613 e Embrapa 139 Neblina. A área foi adubada com 150 kg ha-1 de MAP na base e 60 kg ha-1 de N em cobertura no início do perfilhamento. Após o plantio foi instalado sistema de irrigação por aspersão fixo. Foram realizadas as avaliações da produção de matéria seca por cortes sequenciais. A produção média total foi de 40.654 kg.ha-1 , sendo a maior produção obtida para o genótipo UPFA 134 (54.768 kg.ha-1 ) e a menor produção para a IPR Cabocla (31.182 kg.ha-1 ), utilizada como testemunha. A produção relativa, todos os genótipos superaram a testemunha IPR Cabocla em valores que variaram de 76% (UPFA 134) a 4% (Alpha 1613). Os genótipos IAPAR 61 Ibiporã, F 2008/10-1-3 e F 2008/2-1-3 se destacaram, apresentando produção de matéria verde superior à testemunha em 59%, 56% e 26%, respectivamente. Considerando o valor médio de matéria seca de 18,7%; a produção média total foi de 6.858 kg.ha-1 . Da mesma forma que observado na produção de matéria verde, a maior produção foi obtida para o genótipo UPFA 134 (9.246 kg.ha-1 ) e a menor produção para a IPR Cabocla (5.240 kg.ha-1 ), apesar desta cultivar ter apresentado teor de matéria seca acima da média (19,5%). As cultivares UPFA 134, IAPAR 61 Ibiporã e F 2008/10-1-3 se destacaram na produção de matéria seca, apresentando produções de 9.246 kg.ha-1 (76% PR); 8.182 kg.ha-1 (56% PR) e 7.975 kg.ha-1 (52% PR), respectivamente, não diferindo entre si. As cultivares UPFA 134, IAPAR 61 Ibiporã e F 2008/10-1-30 se destacaram das demais na produção tanto de matéria verde quanto de matéria seca. Já as cultivares UPFA 134 e IAPAR 61 Ibiporã apresentaram ciclo mais tardio, o que é extremamente interessante e desejável para produção de bovinos em sistemas de integração lavoura-pecuária, pois resulta em maior número de ciclos de pastejo e elevada taxa de lotação.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Curso de Agronomia, 2019.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Agronomia



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.