Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/23757
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RonaldoCarneiroFerreiraJunior_tcc.pdf1,17 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Alterações cognitivas e funcionais e sua relação com o risco de quedas em idosos da atenção primária
Outros títulos: Cognitive and functional changes and their relation with the risk of falls in the primary care elderly
Autor(es): Ferreira Júnior, Ronaldo Carneiro
Orientador(es): Funghetto, Silvana Schwerz
Coorientador(es): Santos, Paulo Henrique Fernandes dos
Assunto: Envelhecimento
Quedas (Acidentes) em idosos
Idosos - quedas
Idosos - capacidade funcional e cognitiva
Data de apresentação: 23-Nov-2018
Data de publicação: 24-Abr-2020
Referência: FERREIRA JÚNIOR, Ronaldo Carneiro. Alterações cognitivas e funcionais e sua relação com o risco de quedas em idosos da atenção primária. 2018. 30 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Objetivo: investigar a relação do risco de quedas com o desempenho funcional e a função cognitiva dos idosos. Método: estudo transversal, desenvolvido em uma Unidade Básica de Saúde do Distrito Federal, com amostra de 205 idosos. A coleta de dados consistiu em caracterização, avaliação do risco de quedas (Escala de Equilíbrio de Berg - EEB), desempenho funcional (Timed Up and Go - TUG) e função cognitiva (Mini-Exame do Estado Mental - MEEM). Além disso, foi realizada avaliação nutricional pelo índice de massa corporal (IMC) e absorciometria de raios-X de dupla energia (DEXA) e rastreio de sarcopenia. Os dados foram analisados no Statistical Package for the Social Sciences. Resultados: amostra com predominância feminina (80,0%), idosos com idade entre 60-65 anos (42,0%), com 1 a 4 anos de estudo (34,6%), não sedentários (69,3%). Foram identificados altos índices de obesidade pelo IMC (84,9%) e DEXA (96,6%), além da prevalência de sarcopenia de 12,7%. Quanto ao risco de quedas, 11,2% apresentaram alto risco associado a idade, escolaridade e sedentarismo. Um total de 62,9% da amostra apresentou déficit cognitivo de leve a moderado; 81% apresentaram desempenho funcional prejudicado. A cognição foi significativamente relacionada ao alto risco de quedas, sendo identificada correlação positiva (r=0,164) entre as pontuações do MEEM e da EEB. Os idosos com risco de quedas apresentaram pior desempenho no TUG (M=15,3±7,3), quando comparados aos idosos sem risco de queda (M=14,8±4,6) (p=0,016). Conclusão: a diminuição da função cognitiva e a diminuição do desempenho funcional influenciaram no risco de quedas nos idosos.
Abstract: Objective: to investigate the relationship between the risk of falls with the functional performance and cognitive function in the elderly. Method: A cross-sectional study developed at a Basic Health Unit of Distrito Federal, with a sample of 205 elderly. The data collection consisted in characterisation, assessment of the risk of falls (Berg Balance Scale - BBS), functional performance (Timed Up and Go - TUG) and cognitive function (Mini Mental Status Examination - MMSE). In addition, nutritional evaluation was performed by the body mass index (BMI) and dual-energy x-ray absorptiometry (DEXA) and screening of sarcopenia. The data were analyzed using the Statistical Package for the Social Sciences. Results: sample with predominance of females (80.0%), elderly people aged between 60-65 years (42.0%), with 1 to 4 years of study (34.6%), non-sedentary (69.3%). Were identified high rates of obesity by BMI (84.9%) and DEXA (96.6%), in addition to the prevalence of sarcopenia of 12.7%. As to the risk of falls, 11.2% presented high risk associated with age, schooling, and sedentarism. A total of 62.9% of the sample presented cognitive deficit from mild to moderate; 81% had impaired functional performance. The cognition was significantly related to the high risk of falls, being identified a positive correlation (r=0.164) between the scores of the MMSE and BBS. The elderly with risk of falls had worse performance in the TUG (M=15.3±7.3), when compared to the elderly without risk of falling (M=14.8±4.6) (p=0.016). Conclusions: the decrease of cognitive function and the reduction of functional performance influenced the risk of falls in the elderly.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor que autoriza a Biblioteca Digital da Produção Intelectual Discente da Universidade de Brasília (BDM) a disponibilizar o trabalho de conclusão de curso por meio do sítio bdm.unb.br, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 International, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece na Coleção:Enfermagem



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.