Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/23231
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_PatriciaBoreldeSousa.pdf1,14 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Perfil antropométrico de crianças e adolescentes de uma escola pública da Ceilândia – DF
Autor(es): Sousa, Patricia Borel de
Orientador(es): Cruvinel, Vanessa Resende Nogueira
Assunto: Crianças e adolescentes
Obesidade nos adolescentes
Obesidade em crianças
Data de apresentação: 29-Jun-2016
Data de publicação: 2-Mar-2020
Referência: SOUSA, Patricia Borel de. Perfil antropométrico de crianças e adolescentes de uma escola pública da Ceilândia – DF. 2016. 57 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Introdução: A prevalência de sobrepeso e obesidade vem aumentando consideravelmente no Brasil e começou a despertar preocupação também em crianças e adolescentes em fase escolar. O enfrentamento desse problema é realizado através da promoção e prevenção dos agravos. Por esse ângulo, a parceria entre o setor saúde e o setor educação tem por objetivo trazer melhoria na qualidade de vida dos escolares de acordo com o contexto em que estão inseridos. Objetivo: Identificar o perfil antropométrico e a prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes de uma escola pública da Ceilândia - DF no período de 2014 e 2015. Metodologia: Estudo epidemiológico do tipo transversal com abordagem descritiva de dados antropométricos de escolares do período vespertino da Escola Classe 48 para analisar as seguintes variáveis: perfil do estado antropométrico segundo o ano, sexo e faixa etária. Os dados das etapas foram digitados e arquivados em planilha do programa Microsoft Excel, para análise estatística. Resultados: Foram analisados dados antropométricos de 263 crianças e adolescentes na faixa etária de 5 a 12 anos no ano período de 2014 e 268 em 2015. No ano de 2014, 91 (34,6%) do total apresentaram excesso de peso e 38 (14,4%) apresentaram obesidade grave. No ano de 2015, 68 (25,4%) do total apresentaram excesso de peso, com maior prevalência para o sobrepeso 13,4% com 36 casos. Quanto ao sexo, no ano de 2014, 137 (52%) do total da amostra foi representada pelo sexo feminino. Já o masculino representou 126 (48%). No ano de 2015 dos 268 escolares, 135 (50,4%) da amostra foi composta pelo sexo feminino e 133 (49,6%) pelo masculino. O sobrepeso ainda é maior no sexo masculino 7,5%, mas houve redução de (0,5%). Já os casos de obesidade foram de 5,9% para ambos os sexos com 16 casos em cada um. Houve também redução nos casos de obesidade, principalmente a grave no sexo feminino que passou de 8,4% no ano de 2014 para 2,6% em 2015. Segundo a faixa etária de 5 a < 8 anos, verificou-se um discreto predomínio de obesidade representando 18,4% com 39 casos, em uma amostra de 212 crianças. Na faixa etária de 8 <10 anos, a prevalência de sobrepeso foi de 13,3% e de obesidade 14,7% com 33 casos em uma amostra de 225 crianças e em adolescentes de 10 a 12 anos, a prevalência de sobrepeso e obesidade foram iguais e representou (32%) com 15 casos cada um em um total de 94 adolescentes. Ademais, 160 escolares que representam 30,13% com excesso de peso foram encaminhados ao CS n° 09 para anamnese e acompanhamento. Conclusão: Diante da alta prevalência de excesso de peso encontrada nos escolares da Escola Classe 48 da Ceilândia – DF, esta pesquisa possibilitou fortalecer as ações de saúde com o objetivo de melhorar o enfrentamento deste agravo e assim, melhorar a qualidade de vida destas crianças e adolescentes.
Abstract: Introduction: The prevalence of overweight and obesity has increased considerably in Brazil and began to arouse concern also in children and adolescents in school age. Facing this problem is accomplished through promotion and prevention of injuries. The partnership between the health sector and the education sector aims to bring improved quality of life of the students according to the context in which they are inserted. Objective: To identify the anthropometric profile and the prevalence of overweight and obesity in children and adolescents from a public school in Ceilândia - DF in the 2014 period to 2015. Methodology: Epidemiological cross-sectional study with descriptive approach of anthropometric data from school the afternoon period School Class 48 to consider the following variables: state anthropometric profile according to the year, sex and age. The data of the steps are entered and stored in the Microsoft Excel spreadsheet program for statistical analysis. Results: Anthropometric data of 263 children were examined and adolescents aged 5-12 years in the year period of 2014 and 268 in 2015. In the year 2014, 91 (34,6%) of the total were overweight and 38 (14,4%) had severe obesity. In the year 2015, 68 (25,4%) of the total were overweight, with higher prevalence in 13,4% overweight with 36 cases. Regarding gender, in 2014, 137 (52%) of the total sample was represented by women. the male has represented 126 (48%). In the year 2015 of 268 students, 135 (50,4%) of the sample was composed of females and 133 (49,6%) by the male. Overweight is even greater in males 7,5%, but there was a decrease of (0,5%). Already obesity were 5,9% for both sexes with 16 cases each. There was also a reduction in cases of obesity, particularly severe in females than from 8,4% in 2014 to 2,6% in 2015. According to the age group of 5 to <8 years, there was a slight predominance of obesity representing 18,4% of 39 cases in a sample of 212 children. In the age group of 8 <10 years, the prevalence of overweight was 13,3% and 14,7% obesity with 33 cases in a sample of 225 children and adolescents aged 10 to 12 years, the prevalence of overweight and obesity They were equal and represented (32%) with 15 cases each in a total of 94 adolescents. In addition, 160 students representing 30,13% overweight were sent to CS No. 09 to anamnesis and monitoring. Conclusion: Given the high prevalence of overweight found in school School Class 48 of Ceilândia - DF, this research made it possible to strengthen health actions in order to improve the face of this disease and thus improve the quality of life of children and adolescents.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2016.
Aparece na Coleção:Saúde Coletiva



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons