Utilize este link para identificar ou citar este item: https://bdm.unb.br/handle/10483/22695
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_CarolinaDeAlmeidaBoaventura_tcc.pdf1,26 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Educação financeira : um estudo sobre sua influência nas decisões de consumo e investimento de alunos do curso de Ciências Contábeis da Universidade de Brasília
Autor(es): Boaventura, Carolina de Almeida
Orientador(es): Nunes, Danielle Montenegro Salamone
Assunto: Finanças pessoais
Estudantes universitários - Ciências Contábeis
Data de apresentação: 2018
Data de publicação: 12-Nov-2019
Referência: BOAVENTURA, Carolina de Almeida. Educação financeira: um estudo sobre sua influência nas decisões de consumo e investimento de alunos do curso de Ciências Contábeis da Universidade de Brasília. 2018. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Contábeis)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A preparação das pessoas para lidar com situação práticas relacionadas às finanças pessoais é um dos principais objetivos da Educação Financeira. O endividamento, muitas vezes, é feito a fim de se antecipar a compra de um bem ou serviço para o uso imediato. Em 2014, a economia brasileira entrou em recessão acarretando uma onda de demissões. Nesse cenário, muitos cidadãos se viram sem emprego e sem ter como pagar suas dívidas no longo prazo, entrando na faixa de inadimplência, esta questão está diretamente ligada à educação financeira, uma vez que decisões erradas por falta de conhecimento sobre finanças podem acarretar em endividamento excessivo. Nesse contexto, a presente pesquisa teve por objetivo analisar a relação entre os conhecimentos de finanças pessoais dos alunos do curso de Ciências Contábeis da Universidade de Brasília, o nível de endividamento desses alunos, e suas decisões de investimento e consumo. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de um questionário adaptado de Lucci et al (2006) e Amadeu (2009) aos alunos de ciências contábeis da Universidade de Brasília, tendo sido obtida uma amostra de 199 respondentes. Dentre os resultados obtidos, observou-se que o conhecimento financeiro dos alunos influenciou positivamente nas respostas sobre as atitudes financeiras em situações hipotéticas, mesmo que não tenha sido possível mensurar a quantidade de conhecimento sobre finanças adquirido ao longo do curso.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, 2018.
Aparece na Coleção:Ciências Contábeis



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons